Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Poema a quatro mãos  - Gil e Silvia Regina



E nesta bela tarde de outono,
(sem nenhuma hora combinada)
eu, meio lúcida... meio zonza,
subo tensa a extensa escada,
abrindo a porta hoje fechada.
Mas vendo os castanhos olhos
a coroar tua figura bem-amada
(feito réstia de sono e sonho)
eu jogo a minha capa ao solo

e logo/logo desabo no teu colo
em total e profundo abandono
!
***
e

27 de fevereiro de 2010


 


SILVIA REGINA COSTA LIMA
Enviado por SILVIA REGINA COSTA LIMA em 28/02/2010
Reeditado em 01/03/2010
Código do texto: T2112421
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
SILVIA REGINA COSTA LIMA
Vinhedo - São Paulo - Brasil
1886 textos (353440 leituras)
1 e-livros (771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/07/19 13:55)
SILVIA REGINA COSTA LIMA

Site do Escritor