Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TÃO ÓBVIO QUANTO A DOR QUE SINTO...

Camanducaia/MG – 6 de junho de 2004 – 14:32:57
TÃO ÓBVIO QUANTO A DOR QUE SINTO...
Marcelo Guido, Aline Baião, Danilo Vasconcelos & Kléber Rosa




Desde aquele Dezoito de Fevereiro
Tenho sido tão óbvio, evidente em essência
Ao clamar que havia o amor
Que me coração era teu pertence...


Datas, essas aceleraram os calendários
Lágrimas caíram em ambas as faces
Paixões perfilaram entre minhas poesias e a fel realidade
E consigo a certeza daquelas juras


Ao telefone
Transcritas em cartas
Pronunciadas por esta boca quando seus olhos ainda me fitavam...


No entanto, duas vidas separadas
E, contragosto, ignorada a clarividência de tudo o que sentimos
Ao, agora, uma lágrima minha o nosso rio para o Oceano carregar...
MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA e v
Enviado por MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA em 04/06/2019
Código do texto: T6664634
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA
Itapeva - Minas Gerais - Brasil, 42 anos
794 textos (12387 leituras)
1 e-livros (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 06:08)
MARCELO GUIDO PEREIRA DE OLIVEIRA NORONHA