Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSSO AMANHECER

Ao acordar...
Caminhei descalça até a janela,
Deixei a brisa fria beijar meu corpo quente...
Parei ali por um instante...
Absorta pela beleza, dos primeiros raios coloridos e pulsantes, do astro da manhã, o sol!
Fechei os olhos
e agradeci pelo meu existir!

(Flávia Andrade)
============================================================================================
SONETO

Ah! Como desejo este amanhecer...
De te ver descalça na janela...
Cabelos tocados pela brisa da manhã...
Sentir seu cheiro com sabor de avelã...

Ver seu corpo num transparente lençol...
Ser acariciado em fleches, insinuante...
Pelos pulsantes raios do sol...
Aguçando-me os sentidos docemente...

Extasiado com esta imagem fascinante...
Sentindo ainda no peito teu calor...
Fecho meus olhos por um instante...

Imaginando o quão feliz seria...
Acordar assim todas as manhãs...
No sussurrar de tua voz, um doce bom dia...

Bene
Benedito Oliveira
Enviado por Benedito Oliveira em 16/11/2019
Reeditado em 16/11/2019
Código do texto: T6796169
Classificação de conteúdo: seguro
Compartilhar no WhatsAppCompartilhar
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Benedito Oliveira
Confins - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
107 textos (662 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:38)
Benedito Oliveira