Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dueto: Incoerência - LuliCoutinho/ Ilusão - Savio Assad



A obsessão que hoje me fascina
Faz desse mar um querer que alucina
Vejo-te em formas de diabo e anjo
Vejo flores e espinhos em mãos de arcanjos.

A minha presença, sempre foi uma dualidade
Mostrando uma face oculta de mistérios
Sua visão, me fascina também, na obsessão
De formatação impar e imaginária.

Sinto o cheiro do amor pecado
Dores pelo amor calado

Sonhos azuis e pesadelos pardos
A calmaria do mar e desertos áridos.

O Silêncio é um amor inacabado
Que sofre considerando pecado
O grito do amor alado, sobe por paredes
Atravessa garganta e arrebenta,
Numa explosão de luxúria e gozo.


Faz-se a incoerência delirante
O tormento do sonho inconstante
O mar que refresca o corpo eleito
Na ausência, o fel que amarga o peito.

Seu pensamento pode trazer o mar
Transformando os sonhos em realidade
Esquentando o corpo inerte no leito
Num vulcão de lavas incandescentes.




14/01/06

Obrigada poeta pela parceria!
Carinhos...Luli.

LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 15/01/2006
Reeditado em 09/02/2007
Código do texto: T99053
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
857 textos (160331 leituras)
2 áudios (434 audições)
7 e-livros (1324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/21 20:22)
LuliCoutinho