Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ensaio Sobre Algum Sentimento (Falta-me um bom título)

Sonho, ainda, com o dia em que as pessoas dispensarão rótulos e viverão suas vidas de uma forma simples e feliz. Não vejo dificuldade nisso olhando para um ser humano, porém não é assim se olhar para a humanidade. Foram impostos preconceitos contra vários tipos de felicidade e de libertação de si mesmo. Criaram dogmas contestáveis a respeito de felicidades que nada tem a ver com a própria. A carne ainda manda. O ser humano, então, se acanhou e sente vergonha de si mesmo e chega a pensar estar errado em se sentir feliz.

Não é fácil você pedir para uma pessoa ter respeito pelo outro uma vez que a pessoa não respeita a si própria, jogando no lixo toda a sua capacidade a troco de ideais que se encontra na esquina ou no shopping por um preço mais acessível.

O amor hoje tem uma definição totalmente controversa e não há tolerância alguma para com ele (o que, pra mim, já descartaria a possibilidade de amor). Seria como um trem. O trem é o amor e, se um vagão descarrila, todos ademais o seguem. Os vagões seriam atitudes como respeito, amizade, confiança... De todos esses igredientes, se falta um, não há resultado satisfatório. É justamente isso que vem acontecendo. Alguns igredientes andam em falta no mercado.

Cada um que concorda comigo podia contribuir, é muito fácil. Não precisa depositar dinheiro algum e nenhuma conta. Basta tentar se libertar de alguns dogmas. Você não precisa ter vergonha de ser feliz. Aproveite enquanto a lei ainda não pune quem sorri pelas ruas. Você pode, sem medo, dar um sorriso pra garota que passa ao lado. Dar um bom dia pra quem está de cara fechada. Essa pessoa não vai lhe chamar a polícia. Dê uma cantada "de pedreiro" na garota que lhe passar ao lado. Ao parar em um semáforo, mande beijo para a pessoa do carro ao lado. Ligue para um amigo que mora longe, ele também pode estar precisando apenas lhe ouvir ou lhe confessar algo. Se você namora ou é casado, não deixe que a pessoa que você ama se sinta mal. Esteja sempre do lado dela. Pergunte se está tudo bem, se precisa conversar sobre algum assunto ou se quer apenas sair um pouco e respirar um novo ar. Se você a ama, não hesite em dizer-lhe, porém, não diga isso buscando benefício próprio. Passe confiança para essa pessoa. Esteja disposta a ajudá-la. Às vezes, tudo que essa pessoa quer é estar ao seu lado para sentir a confiança e buscar forças em você para algum problema que por acaso esteja lhe tirando noites de sono. Procure estar sempre bem, feliz com você mesmo. Se você não rouba, não tenha vergonha de nada. Há somente um pecado no mundo: o roubo. É proibido roubar a vida do outro, o sentimento do outro sem lhe retribuir. É proibido querer ser o que não é, pois você estaria roubando sua identidade. É proibido trair uma pessoa, pois você estaria roubando sua confiança e etc. Não roube da pessoa que te ama o direito de ter seu sorriso e seu apoio.

Não tenha vergonha também de pedir ajuda a quem você ama. Garanto-lhes que essa pessoa não vai lhe negar ajuda, nem que seja com conselhos. Porém, não espere de uma pessoa mais do que esta pode lhe oferecer. Diga mais 'sim' às pessoas e procure entender os 'não'. Se não entender, ao menos respeite.

Ademais, não roube, tenha respeito, ame alguém, seja uma pessoa do bem e não dê atenção para conceitos criados para alinhar o ser humano como se este fosse um robô, roubando-lhe o que há de mais importante na vida que é o direito de se se sentir bem consigo mesmo. Não tenha vergonha de ser feliz, pois a felicidade é o ápice. Sem felicidade, não há vida.

---

"Fazer valer! Um riso é de graça... botar o pé na estrada, a luta nunca acaba. Cabeça levantada, o mundo não tem dono. Levando a ferro e fogo, brincando com Duendes, Estrelas, Contos... Um dia triste às vezes cai bem e essa canção é resultado de quem tem no peito saudades, lembranças, vitórias... é tudo que eu tenho pra contar! Fiz a minha parte, construí o meu pilar. O meu nome fica lá! " (Dias de Truta)
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 17/11/2008
Código do texto: T1287913


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 36 anos
958 textos (33322 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/21 17:20)
Júnior Leal