Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

estamento social.

viver no brasil é compreender o que é estamento na prática?
no bonde da história, alguns grupos se movimentaram para ocupar lugares estratégicos e foram arregimentando pessoas às causas, oferecendo migalhas e/ou promessas vãs.
e nosso povo tão carente de tudo, tão carente de pertencimento à nação e ao globo, foi tomando a proposta como a que lhe representava.
e isto foi na fé, foi no emprego, foi na ideia da modernização/privatização, que podemos olhar cada empresa privatizada, qual concreto progresso trouxe depois de passados tantos anos? e as riquezas prometidas?
o crescimento do campo, o desenvolvimento urbano e as propostas de metropolizações das áreas.
e assim mais e mais falácias passadas e que com o passar do tempo, a nação ficou mais empobrecida e sucateada, não pelo público, mas pelo próprio investimento privado, que além de desativar por vezes pólos industriais quase que inteiros, como se vê em cubatão/sp, no empobrecimento com o desmonte de empresas que geravam uma riqueza absurda à região, e que hoje vemos o desfalecimento quasímodo deste pólo, que outrora fora tão importante para o estado e para a nação.
assim como em detrimento da malha ferroviária, extraída a sua energia pulsante, veio a nação à correr pelas vias rodoviárias. passados tantos anos, estas vias ainda penam agonizando em sua extensão, nas mais variadas desventuras.
e em tudo o que fora prometido e modificado "para melhor", passado tantos anos, quais melhorias efetivas e desenvolvimentistas de fato houve para o povo brasileiro?
ainda assim, o povo crédulo e buscando a sua representativa e importância no globo, espera que alguém, ou um grupo interceda por ele, visto que não sabe como fazê-lo mais, por anos e anos sendo desestruturado culturalmente e desguarnecido de seguridade e preparo para atuar com suas mãos neste progresso, e na efetiva construção da riqueza brasileira, para atender aos brasileiros.
brasileiros estes que são você, os seus, eu os nossos, os que estão ao nosso redor, e em que estão em todos os cantos de país continental.
mas que também sabe ter a generosidade de levar o crescimento às outras nações, num coração cooperativo, solidário e de pertencimento do todo, com responsabilidade social também sobre o todo neste planeta.
o povo brasileiro tem isto dentro de si de forma nata, pois traz em sua síntese a diversidade e a capacidade de interagir em diversos meios e com diversos símbolos e signos que este povo traz.
mas no meio disto, há um estamento que não quer perder o poderio, nem ver seus interesses dispersados.
e cada qual se agrega a um aspecto para dentro deste conservadorismo, dentro deste individualismo, manter seu local mais assegurado possível.
o estamento brasileiro é assim. garantir ao seu grupo restrito o máximo de benesses possíveis, se possível ainda desarticulando e tirando dos que estão inclusive em seu próprio "nível" com dois intuitos, a concentração maior para um menor número de pessoas e se possível dispersar e desestruturar o maior número de adversários à altura em potencial.
daí ledo e leso engano, aos próprios representantes destes estamentos se sentirem seguros. pois não há vínculos de lealdade com ninguém.
e estas classes que estão acima servem aos interesses mais nebuloso e desconhecidos. e mais ainda, e além de minarem à força das castas abaixo, consomem a energia entre si, o que torna a chaga ainda mais perigosa e aguda.
esta chaga, que é o estamento social brasileiro, vai consumindo tudo ao seu redor, à ponto de destruir todas as bases, seus próprios recursos (e não entenda como fator econômico apenas) e toda a estrutura, como um vírus que leva idiotamente seu hospedeiro à óbito, não sobrando nada pra ninguém, e nem deixando herança significativa para suas futuras gerações.
é um espectro de estamento social o que vivemos aqui nesta terra, que finge ter uma compromisso com algo, mas só caminha rumo à destruição em massa, inclusive a própria (sem eira e nem beira).
isto sim é imoral.

jo santo
zilá
Paulo Jo Santo
Enviado por Paulo Jo Santo em 12/07/2020
Código do texto: T7003828
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Paulo Jo Santo
Santos - São Paulo - Brasil, 50 anos
391 textos (5636 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/08/20 08:10)
Paulo Jo Santo

Site do Escritor