Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ESPÍRITO DO NATAL

Sempre senti dezembro como um mês mágico.
Na verdade, a época expressa um marco social,histórico,antropológico e para alguns, também teológico.
Mas há algo de especial no ar,sim, e independente da crença religiosa.
Percebo que não há quem não se manifeste a respeito das festas e correria de fim de ano, e até nos livros de psicologia há estudos sobre o comportamento emocional das pessoas, nesse periodo.
Em dezembro nos despedimos dos anos escolares, muitas formaturas, deixamos para trás algumas histórias e abrimos icontestavelmente as cortinas para um novo tempo. O nosso tempo. Corremos para o futuro
meio que tresloucados, empurrados pelas "filas" dos ditames sociais...
É a época em que paradoxalmente também paramos, aonde os olhos se cruzam e as mãos se enlaçam...
Mas no decorrer da vida, desde a infância, o sentimento de natal vai se transformando.
As crianças Cristãs, esperam pelo papai noel, São Nicolau que todos os anos parte da LAPÔNIA a controlar suas renas pelo céu, em direção ao nosso mundo. Talvez esteja um pouco assustado com esse nosso mundo, é o que penso.
Mas ainda sinto que as estrelas cintilam diferentemente em dezembro, inclusive bem dentro de mim, e acreditem, enxergo o bom velhinho até hoje Lá no alto me acenando.Ouço o seu guizo...durante todo o mês...
E digo que algo mudou porque agora já sinto saudades.
É esse o "marco", o sentimento que separa o meu espírito de Natal criança, do meu espírito de Natal adulto. Embora saiba que "o espírito" é atemporal!
Sinto falta do que se foi tanto quanto daquelas bolinhas de vidro que não se fabrica mais.
Sinto-me como a minha linda árvore de natal, um conjunto de penduricalhos através do tempo, cada qual com a sua história, mas que contribui para a alegria do todo, nessa noite em que tudo cintila.
Mas hoje, vejo o Natal materializado no exagerado desejo de consumo, quando na verdade para a minha criança me bastava montar meu presépio, fazer as orações, sentar com a família à mesa, e sonhar O ANO INTEIRO com uma bonequinha de plástico amarelo, "A RICOLETTA", que das poucas que tive, foi a que mais me trouxe felicidade.Até hoje lembro-me do dia que a esqueci num coletivo, e ardi dois dias em febre de tanto desgosto.Nunca mais soube dela, apesar do batalhão que se dispôs a encontrá-la!
Hoje, as crianças fazem listas enormes de presentes eletrônicos, mas abrem as caixas de papelão,  e as transformam em brinquedos, logo se  enjoando do seu conteúdo.
São insaciáveis, a despeito do sacrifício de muitos dos "bons velhinhos".
Parece que as crianças não sabem mais sonhar...e nem desfrutar gostosamente dos sonhos...
Mas o ESPÍRITO DE NATAL é nascimento, é renascimento...é fé , fraternidade, esperança,confraternização,é perdão, é amor!
Natal é mistério.É o espírito da vida que se renova a cada dia, de cada ano, dentro de cada um de nós.
Enfim, uma aura de boa espiritualidade que envolve a TERRA e que deveria adentrar o coração de toda a humanidade.
Uma boa oportunidade para repensarmos a vida.
MAVI
Enviado por MAVI em 06/12/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T767384

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5466 textos (342996 leituras)
994 áudios (87130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 00:16)
MAVI