Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entidades ditas Espirituais (Ocultismo)

Por: Egídio & Daniel
https://valeencantado.eco.br
Este conteúdo é parte do material que tenho em arquivo de estudos do ocultismo que iniciei em 2004.

Entidades ditas Espirituais

1) Olá K... e Daniel!
Tenho uma cliente que frequenta a umbanda e diz que já começou a receber
entidades, estando muito feliz. Me vejo em papos de aranha porque ela é
funcionária de uma instituição onde presto serviços assistenciais. Se
fosse uma cliente particular seria mais fácil resolver. No mês passado em
uma consulta ela me apresentou uma foto que foi tirada na virada do ano novo (2004) com uma câmera digital. A foto já foi avaliada aqui, não se trata de montagem e nem pingo de água. Aparece uma luz estranha sobre seus ombros e precisa saber o que pode ser. Como não perco tempo com isso, fiquei de ver alguma coisa e acabei esquecendo, mas agora ela está me cobrando, qual foi o resultado da minha pesquisa. A câmera está funcionando perfeitamente, sendo que todas as fotos anteriores e posteriores, ficaram perfeitas. Também não foi feito revelação em laboratório. Apenas houve transferência de arquivo para o PC.
Está bem visível sobre os ombros da morena que aparece na praia com outras pessoas.
Como curiosidade, por favor, dê uma olhada na foto e veja o que podem me
responder? Abraços Egídio

2) From: Daniel Ruffini
Caro amigo Egídio
Coisas desse tipo são comuns e não representam nada.
Qualquer entidade negativa pode ser capturada numa foto devido a emanação daquilo que muitos chamam "ectoplasma".
Diga isso a ela e saliente que o importante mesmo é o quanto de bondade, compaixão, pureza e devoção ela desenvolveu até hoje.
Aproveito para sugerir-lhe que, ao fazer um questionamento para nós, da escola, faça-o única e diretamente a apenas um (01) dos facilitadores, pois não correrás o risco de receber respostas aparentemente diferentes ou que entrem em conflito. De seu amigo Daniel

3) Ok Daniel!
Seguindo sua sugestão, agora é com você!
Pelo que entendi, entidade negativa pode ser capturada porque está no externo?
O positivo está no interno ou pode também se manifestar no externo?
Estou equivocado? Abraços, paz e bem/Egídio

4) From: Daniel Ruffini
As entidades ditas espirituais necessitam de uma meio externo para semi-materializar-se.
A esse meio externo ou energia psíquica grosseira é dado o nome de ectoplasma.
O ectoplasma é uma energia comum na natureza, mais intensa nos jovens, adolescentes e crianças, talvez por não terem cometido os excessos sexuais que desgastam essa energia.
Esse ectoplasma é capturado por essas entidades baixas ou grosseiras, facilitando então sua aparição.
Quando isso ocorre, o fenômeno pode ser fotografado ou visto a olho nu.
É claro que essas coisas não dizem respeito aos seres realmente despertos, budhas ou mestres, que não usam a energia de outros para vir a expressar-se em público na forma de aparições.
Também pode ocorrer do interno materializar-se externamente.
Muitas aparições históricas de demônios nada mais são do que a exteriorização de egos ou pensamentos grosseiros.
Ainda restam dúvidas, caro amigo???
É sempre bom falar contigo... Abraços

5) From: Egídio Garcia Coelho
Minha dúvida é a seguinte: Existem seres que ainda não são realmente despertos, porém, desencarnados e bem intencionados que podem fazer uso desse expediente para se manifestarem, ou tudo se enquadra como invasão, tornando-os equivocados sinceros? E portanto não confiáveis?

6) From: Daniel Ruffini
Isso é certo!
O número de seres sem corpo físico é tanto quanto as estrelas do céu.
Há muitas classes, inclusive alguns que trilham por evoluções distintas da humana.
Tais seres podem interagir com o homem, apesar de ser bem raro.
São seres de certo poder.
É claro, também, que existem os equivocados sinceros.
Vivem numa dimensão próxima a do homem e suas faculdades psíquicas é limitada. Daí distorcem o que vêem e orientam conforme seus caprichos pessoais aqueles que os escutam e seguem. Muitas vezes não fazem por mal, mas por ignorância. Outras vezes, fazem por simples maldade.
O sansara é formado de 6 reinos, cuja denominação dada pelos budistas é a seguinte:
1) Inferno;
2) Fantasmas famintos;
3) Animal;
4) Humano;
5) Semi-divino;
6) Divino.
Cada um desses reinos possuem subdivisões de acordo com a densidade atômica dentro deles.
Os reinos Semi-divino e Divino são habitados por seres que, quando em corpo físico, conquistaram muitas virtudes, porém desencarnaram ainda com defeitos como a vaidade e o orgulho. Por isso, vivem num estado NÃO DESPERTO, mas regozijam-se das belezas e maravilhas desse mundo. Dia chegará que voltarão aos níveis mais densos e, assim, a RODA DO KARMA CONTINUARÁ A GIRAR.
Existem também paraísos celestes que estão fora do sansara. Cada ser plenamente desperto, cada BUDHA, CADA GRANDE MESTRE, possui seu mundo de existência, para onde se encaminham aqueles que, ao morrerem, estavam muitíssimo unidos em devoção e concentração NELES. Nesses mundos a evolução pode prosseguir lentamente, através de Eras inteiras, mas culminará com a iluminação total.
Há outros planos de existência  por onde evoluem aqueles que são chamados GRANDES DEVAS, NAGAS, etc, seres que não pertencem a evolução humana.
Por isso, há tantas e tantas coisas que é bem difícil afirmar o que cada caso é em verdade. Somente analisando com bastante cuidado os detalhes, observando clarividentemente (isso é para os clarividentes, obviamente) e investigando nos mundos internos é que podemos afirmar com precisão o que se passa.
Bendito seja amigo, bendito seja pela tua sede de ajudar e aprender.
Daniel Ruffini
https://valeencantado.eco.br
Egídio Garcia Coelho e Daniel Ruffini
Enviado por Egídio Garcia Coelho em 09/04/2015
Reeditado em 04/12/2019
Código do texto: T5200623
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Egídio Garcia Coelho
Rancho Queimado - Santa Catarina - Brasil, 64 anos
310 textos (228995 leituras)
13 áudios (4847 audições)
4 e-livros (116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 04:11)
Egídio Garcia Coelho