Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Evito Juras de Amor Eterno

Evito juras de amor eterno.
Mas, presa à séculos na crença do amor romântico, divago no momento em que farei minha jura eterna...a quem farei?
Já a fiz, é verdade. Muitas vezes.
A maioria foi desprezada por aquelas pessoas a quem declarei minhas juras. Muito me doeu.  Muito me dói.  Orgulho ferido é um horror.
Mas a certeza da sinceridade do que sentimento,  a esperança na eternidade do momento, tudo isso, fizeram com que as poucas juras valessem a pena.
Se novamente as farei? Não sei. Na verdade, não sei se ainda sou capaz de sentir esse tipo coisa. Mas,caso ocorra, que a cada palavra desses versos seja liberta de meus medos e possa acreditar na eternidade dos sentimentos...
Enquanto isso não se dá, evito juras de amor eterno.
Maria Magaly Colares
Enviado por Maria Magaly Colares em 11/09/2019
Reeditado em 11/09/2019
Código do texto: T6743005
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Maria Magaly Colares.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Magaly Colares
Recife - Pernambuco - Brasil, 34 anos
4 textos (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 07:56)
Maria Magaly Colares