Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO COVIL DOS LEÕES

“Alvaláxia 2018”

Quando brigam as comadres,
É muito triste a gente ver
Aparecem logo as verdades
Que ninguém gosta de saber.

Desconhecem-se as razões
Que fazem puxar dos sabres
Naquele covil dos leões
Quando brigam as comadres.

Parecem crianças mimadas
Por não terem o que queriam ter,
Zangam-se por entre jogadas,
É muito triste a gente ver.

Se ganham está tudo bem,
Há festejos e facilidades,
Se perdem, rugem como ninguém,
Aparecem logo as verdades.

Entre ficções mirabolantes
Apaixonam-se por crescer
Mas há podres preocupantes
Que ninguém gosta de saber.

O seu orgulho é por demais,
Abafa todas as emoções,
Achincalhando os rivais
Julgam-se logo campeões.

Mas, como em tudo na vida,
Quando há complicações,
Fica esfrangalhada a torcida
Naquele covil dos leões.

Anda o navio à deriva
Sem perspectiva e bitola
Pois seu comando s´ esquiva
Em dribles de falsa bola.

É difícil ser bons rapazes
Com estes comandos sem tino,
E os comandados incapazes
De tocar bem o violino…

Sai mascarada a verdade
Em casa onde não há razão
Pois há falta de hombridade
E excesso de confusão!

Frassino Machado
In A MUSA DOS ESTÁDIOS
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 12/04/2018
Código do texto: T6306195
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
1910 textos (48932 leituras)
20 áudios (876 audições)
2 e-livros (25 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/05/18 19:49)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor