Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HUMILDEMENTE -glosa-

"Eu trago-te nas mãos o esquecimento
Das horas más que tens vivido, Amor!
E para as tuas chagas o ungüento
Com que sarei a minha própria dor."
                        (Florbela Espanca)

HUMILDEMENTE

"Eu trago-te nas mãos o esquecimento"
dos dias de abandonos, parte a parte,
confesso, para mim foi um tormento,
não via a hora pra poder contar-te.

Pensei e repensei nosso sofrer,
"das horas más que tens vivido, Amor!"
As mesmas em que vivo sem viver...
chorando as lágrimas do dissabor.
 
Mas eis que à noite ouvi falar-me o vento
vai procurar-te e leve sua humildade,
"e para as tuas chagas o ungüento"
abençoado pela santidade.

Então de coração aberto eu vim
humildemente oferto-te esta flor
E o seu perfume mágico e, enfim...
"Com que sarei a minha própria dor."
Kid verso
Enviado por Kid verso em 07/12/2020
Código do texto: T7129910
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Kid verso
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
1157 textos (58686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/21 00:32)
Kid verso