Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR CONTA, SAUDADE & DUPLA NEGAÇÃO.

Infelizmente, a linguagem também sofre ataques de vírus epidêmicos, tivemos o surto de "a nível de" , o calamitoso "de menor" (que pelo jeito veio para ficar), o emprego de gerúndios, cujo bode expiratório foi a coitada da operadora de telemarketing; agora temos o "POR CONTA DE" (Por jornalistas, principalmente) como expressão de causalidade: NÃO ! Por conta não é sinônimo de  por causa, porque, pois etc Por conta significa "Aos cuidados de", como neste exemplo : " A cirurgia ficou por conta dos cirurgiões mais experientes" e não, " Choveu por conta das nuvens pesadas", nesse caso seria. "Choveu por causa de nuvens pesadas" ou:
Devido às nuvens; porque havia nuvens; pois havia nuvens; porquanto havia nuvens.

Saudade ,como todos sabem, é palavra exclusiva de nosso idioma, é intradutível. Nostalgia não é sinônimo de saudade, pois é um sentimento saudosista de longo prazo, por exemplo, sinto a nostalgia dos anos 70 pairando no ar; não tem cabimento sentir nostalgia pelo que houve ontem, nesse caso sentimos saudade e, VEJA BEM, SAUDADE, Sempre no Singular, é errado dizer "Sinto saudades de vocês", o certo é "Sinto saudade de vocês".

Não constitui erro mas, para mim, a construção: "Não o beijarei de jeito algum" é deselegante. Quando usamos essa construção  simplesmente assassinamos uma peculiaridade singular da língua portuguesa, a capacidade de dupla negação como meio de ênfase à primeira negação, talvez só nossa língua seja capaz desse recurso, nas demais, uma segunda negação na sentença anula a primeira negação, isso se dá até no Latim (e no inglês, também). Fica então,"Não o beijarei de jeito nenhum", mas, se não quisermos que seja enfático, diremos, simplesmente, "Não o beijarei".

A língua portuguesa é difícil, basta ver o volume de uma boa gramática, sempre enorme e, não raro, com vários tomos. Há vários gramáticos excelentes no Brasil e Portugal, mas o meu preferido sempre foi Napoleão Mendes de Almeida, em quem me baseei para escrever este texto. GRAMÁTICA METÓDICA DA LÍNGUA PORTUGUESA, desse autor, é um livro destinado a ser de cabeceira, a vantagem dele é a de ser muito didático, recomendo.
Camilo Jose de Lima Cabral
Enviado por Camilo Jose de Lima Cabral em 09/07/2019
Reeditado em 10/07/2019
Código do texto: T6691971
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Camilo Jose de Lima Cabral
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 57 anos
656 textos (11101 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 22:44)
Camilo Jose de Lima Cabral