Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Restou despercebido: Ana está desapercebida(???)


Essa é muito fácil de errar.

- Passou despercebido de todos nós que o golpista iria se aproveitar daqueles que estivessem desapercebidos.

Entendeu?

Não?

Eu explico. Aliás, deixo que seja explicado em:
https://www.soportugues.com.br/secoes/FAQresposta.php?id=99

ASPAS abertas para o site: “Só PORTUGUÊS”.

//
1) “Despercebido” refere-se a algo que não se percebeu, que não se notou.
Por exemplo:
- Aquela situação passou despercebida aos convidados.

2) Já “desapercebido” é o oposto de apercebido, ou seja, significa desprevenido ou desprovido de (atenção sobre) algo.
Exemplos:
- Como estava desapercebida, foi abordada pelo assaltante.
- Fomos às compras, pois estávamos desapercebidos de mantimentos.

\\ ASPAS fechadas para o site: “Só PORTUGUÊS”.
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Voltando aqui (o Tex), para tentar descomplicar.

Eu (Tex) aprendi a diferenciar os dois casos conforme descrevo agora.

1) Quando se usa o termo “despercebido”, trata-se uma SITUAÇÃO que está escapando da atenção. Ou uma ocorrência que dribla a pessoa que está falhando na atenção. O foco da narrativa é concentrado naquele acontecimento ignorado e ALGUÉM não notou – embora estivesse em situação de poder notar o ocorrido.

É como nas frases:

I- O perigo não foi percebido pelos moradores do prédio. (o mesmo que dizer) = O perigo passou DESPERCEBIDO dos moradores do prédio.
 
II- A presença do ladrão não foi percebida pelo vizinho. (o mesmo que dizer) = O ladrão passou DESPERCEBIDO diante do vizinho.

III- O depoimento vazou, isso sendo despercebido por parte da autoridade. (o mesmo que dizer)  = O vazamento despercebidamente vazava.
.....
(Note que nesses últimos casos (aí de cima) o ACONTECIMENTO é o centro da narrativa.)
....

2) Quando se usa o termo “desapercebido”, a expressão está focada em “QUEM” sofre ou é acometido pela falta da atenção. Alguém está sendo “ausente” daquilo que se passa. É a pessoa desatenta, que está sendo a causa da narrativa. A pessoa é O CENTRO da narrativa.

Exemplos:

I) João tem estado meio desapercebido do assunto dado em sala de aula.
 
II) O ladrão estava desapercebido da presença da polícia. Então, foi preso.

III) A autoridade estava desapercebida de que vazavam o depoimento.

::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Esse último “macete” eu nem sei onde aprendi. Mas, comigo funciona.

Vou ficando por aqui.













Tex Rocketann
Enviado por Tex Rocketann em 26/06/2020
Código do texto: T6988823
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tex Rocketann
Recife - Pernambuco - Brasil, 60 anos
856 textos (21482 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/07/20 18:07)
Tex Rocketann