Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escravo da Lua

Hoje ao olhar ao lua
a vi
Nua...uau !!!
tão sensual ,
não me cobrara nada
enquanto deleitava suas formas

Ao mesmo tempo era tão pura
só brancura
e eu em meu recanto
embebido de malícia
desarmava-me sem perceber

Já era dela
o Lua que paira sobre mim
agora me prendeste em teu encanto
humano , livre dos aspectos [espectros]
mundanos

Que veneno usastes
para assim me
abduzir em teus deleites ?

Então a lua lá de cima disse:

Nada  meu caro poeta
e talvez seja essa
a razão de me querer!
[Nada]

Mas  talvez seja o meu verso puro
sem formas e nem muros
apenas
[brancura]

que de tão branco
transparece em ti ....




   


 
Lucas Borges
Enviado por Lucas Borges em 23/08/2007
Reeditado em 23/08/2007
Código do texto: T619712

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucas Borges
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
41 textos (2380 leituras)
41 áudios (3420 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 04:38)
Lucas Borges