Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem ao historiador Deusdedith de Vasconcelos Leitão

Homenagem póstuma da Academia Paraibana de Letras ao historiador Deusdedith de Vasconcelos Leitão em 16-6- 2010

Em sessão extraordinária a Academia Paraibana de Letras homenageou o historiador Deusdedth de Vasconcelos Leitão falecido no dia 1 de abril deste ano na cidade de João Pessoa. O auditório estava repleto de pessoas dentre os quais seus familiares: esposa, (Dona Maria José) filhos, genros e netos. Seu genro Quintino Regis falou em nome da família, discurso bonito!
O Presidente Juarez Farias abriu a sessão solene, falou do valor humano do homenageado Deusdedith Leitão compondo a mesa com as seguintes pessoas e autoridades ali presentes: Joacil de Britto Pereira (presidente da Fundação de mesmo nome); Humberto Fonseca (presidente do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano); Dona Maria José Leitão (viúva do homenageado); Rui Vasconcelos Leitão (filho do homenageado); Balila Palmeira (presidente da Academia Feminina de Letras).
Os discursos de homenagem foram proferidos pelo escritor Joacil de Britto Pereira que ressaltou as qualidades morais e profissionais de Deusdedith Leitão, com o qual conviveu longo período; Ex- Deputado Evaldo Gonçalves de Queiroz que saudou o homenageado, destacando seus atributos de homem íntegro e dedicado a pesquisa histórica da Paraíba; Quintino Regis, seu genro com discurso emocionante e que traçou o perfil do homenageado.
Todos que homenagearam o historiador, genealogista e memorialista Deusdedith Leitão creditaram os maiores encômios ao homenageado, pelo seu caráter probo, seu relacionamento humano  moldado na humildade, e sua vida de pesquisador dedicado a historiografia paraibana, para a qual empreendeu pesquisas exaustivas, deixando obras memoráveis, tais quais: “Inventário do Tempo”;”Memória da Assembléia Legislativa”, e inúmera obras de teor genealógico e ensaios. Sua presença foi marcante em vários cargos que exerceu com sobriedade e pertinácia, e pelas cidades do interior da Paraíba que residiu ocupando cargos públicos com esmerada competência. Fundou agremiações importantes, entre as quais a “Agremiação Castro Alves” em Patos na Paraíba e “Centro de Estudos e Pesquisas de Patos”; Colaborou com diversos jornais. Abnegado pesquisador, vivia adentrado nos cartórios em busca de documentos que comprovassem suas pesquisas genealógicas. Simples, inteligente, sagaz, não teve formação acadêmica, era auto-didata.
Nunca se deixou levar pelas glórias do momento; queria servir ao seu Estado e o fez com muita honradez e humildade de grande pesquisador e sobretudo homem de grande envergadura moral! Despojado, tudo lhe veio pelos seus méritos!
O seu genro no discurso o denominou de gigante frágil, e finalizou declamando um poema sobre Saudade em sua homenagem!
Tenho orgulho de ter conhecido esta figura humana extraordinária no Instituto Paraibano de Genealogia e Heráldica, do qual foi emérito fundador. Logo percebi sua grandiosidade! Sejas agora para Deus, grande ser que foi aqui na terra, Deusdedith Leitão!
maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 20/06/2010
Código do texto: T2330785

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (25441 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 16:34)
maria do socorro cardoso xavier