Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As peripécias de Vó Landa

A Vó Landa é mesmo muito engraçadinha... Dia 21 de dezembro ela fará 85 anos. Há alguns anos ela ganhou um celular da minha prima Fanny. Só que ela vive sumindo com ele. Um dia, depois de muito revirar a casa à caça do aparelho, ela concluiu que se alguém ligasse para ela, o telefone tocaria e assim o acharia facilmente.
A Vó, então, pegou o telefone fixo e telefonou. Para meu irmão Alexandre pedindo que ele ligasse no celular dela.
Rárárárá...

Esta semana a história se deu assim: ela acordou de madrugada e foi atender o chamado da natureza. Ao voltar para o quarto, viu uma barata no chão da cozinha. Pegou a vassoura e deu uma vassourada violenta na barata. Mas deixou a vassoura em cima da cascuda para não ter a visão asquerosa dos restos mortais.
No outro dia, ao levantar para fazer o café, puxou a vassoura lentamente com a barata, para que a bicha não saísse correndo lépida e faceira, pois é de conhecimento público a resistência das baratas à morte.
Ao chegar com a carga à área de serviço, caprichou em mais umas vassouradas e então se decidiu a olhar o resultado do assassinato. Minha querida Vó Landa descobriu que não matou uma barata, mas sim, uma singela casca de pinhão!

Margot Jung
Enviado por Margot Jung em 25/11/2011
Reeditado em 25/11/2011
Código do texto: T3356007

Comentários

Sobre a autora
Margot Jung
Maringá - Paraná - Brasil, 53 anos
137 textos (18991 leituras)
1 e-livros (72 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 23:17)
Margot Jung