Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENAGEM A MANUEL BANDEIRA - DUETO COM O ÚLTIMO POEMA

PARA O DIA DA POESIA, UMA HOMENAGEM AO MESTRE MANUEL BANDEIRA.

Será que o Mestre Bandeira vai achar ruim, se eu fizer
este dueto com o poema dele?
Como ele fala em último poema, eu acho que um poeta, até do alem poeta...
Marcial Salaverry


O ULTIMO POEMA
Manuel Bandeira

Assim eu quereria o meu último poema.
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais.
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas.
Que tivesse a beleza das flores quase sem perfume,
A pureza da chama em que se consomem os diamantes mais límpidos,
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.
(Manuel Bandeira)

POETANDO DO ALEM
Marcial Salaverry

Além de aqui poetar,
do além poetarei
depois que me for,
se tiver lá um teclado a meu dispor...
Poetando, de ninguém fico aquém,
e sempre poeto para alguém,
não importando a quem...
E se estiver além do além,
ou se ainda aqui, como Matusalém,
levando meu poetar para além,
ou para o além...
Antes da Net, era um ilustre "quem?"
algo mais do que simples ninguém,
mas se poetando, chego a alguém,
como me disse um certo "alguém",
que muita competencia tem,
claro, que seguirei poetando do além...

Marcial Salaverry,
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 14/03/2016
Código do texto: T5573499
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 80 anos
22326 textos (2349301 leituras)
3 áudios (928 audições)
6 e-livros (2181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/07/19 17:44)
Marcial Salaverry