Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MONSTRO QUE RASGAVA O CHÃO E MATAVA AS ÁRVORES

Passados mais de 40 anos e ainda me recordo a pergunta que sempre fazíamos ao pai, quando voltava da selva amazônica.
- Pai dessa vez o senhor viu os índios?
Em uma destas vez, ele nos respondeu:
- Não! Eu não vi os índios, mas eles fizeram uma coisa que ficamos todos admirados, e foi muito engraçado.
Hoje quando me lembro o que fizeram os índios e o que nos contou seu Valdemar, fico pensando o que aqueles seres humanos selvagens imaginavam, quando viam aquelas maquinas brutas jamais vista e que eram obedientes aos homens branco, quando levadas a lutar com as grandes árvores, aqueles monstros sempre saiam como vencedores.
Mas um dia algo fariam para derrotar o monstro, e isso aconteceria quando eles adormecessem ao anoitecer.
Voltando ao princípio da história, tudo começa quando seu Valdemar, como operador de maquinas pesadas, é só mais um dos peões que estão trabalhando em plena selva amazônica na construção da estrada que ligará o Brasil a capital do estado, onde está localizado o ponto extremo ao norte do país.  Refiro-me a BR-174 que até à conclusão, ele ainda fazia parte daquela equipe de bravos homens que passavam 20 dias na mata, um retornando e 8 com a família.
Tudo aconteceu quando os trabalhadores deixaram o acampamento pela manhã para retornarem ao trecho em que pararam as maquinas no entardecer do dia anterior. Ao chegarem, encontraram os tratores de esteiras, amarrados com cipós, em alguns casos, estavam amarrados uns aos outros.
Ao ver aquilo, todos se aproximaram das maquinas, e passaram a examinar se os índios haviam feito algo que pudesse danifica-las. Nada encontraram de anormal, tudo estava intacto. Foi quando alguém disse:
- É pessoal... vamos trabalhar!
E todos começaram a subir em seus monstros, que ao dar partida o barulho se tornava quase ensurdecedor, e a cada acelerada baforavam fumaça pelos escapamentos, que mais parecia como se o monstro estivesse fumando. Ao mover-se estes monstros estouravam os cipós como se fosse a mão de uma pessoa rompendo uma teia de aranha.
O que levaria os índios acreditar que aqueles cipós poderiam imobilizar aqueles monstros que rasgavam o chão e que lutavam e matavam as grandes árvores?
ELTON PORTELA
Enviado por ELTON PORTELA em 11/02/2020
Código do texto: T6863974
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
ELTON PORTELA
Boa Vista - Roraima - Brasil
27 textos (266 leituras)
8 e-livros (39 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/02/20 23:18)
ELTON PORTELA