Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O PROFESSOR E O MEU GUARDA-CHUVA

Vou consertar esse guarda-chuva,
As barbatanas são novas,
Sua minissaia já foi remendada,
A haste que da sustentação está lascada.

Já deu cupim, certa vez foi colado,
Acredito ser até muito engraçado,
Observá-lo todo desengonçado,
Num canto do quarto pendurado.

Não da mais para reformá-lo,
Sem tocar a sua sustentação predileta,
Pois o cabo por inteiro,
Tem de trocá-lo.

É por isso que nossa educação,
Não tem jeito e nem gosto,
O professor é idêntico
A esse substantivo composto.

Em vez de melhor numerário ao professor,
Só ficam em discurso e rodeando,
É o ensino cada vez mais falido,
Os Q. I. ficam-se desnudando.

Lógica comparação,
Não vejo mal algum,
Dizer que o guarda-chuva,
Assemelha-se ao professor.

Os dois são molas mestres,
Um na educação, e,
O outro na chuva de verão,
Esperando base na sustentação.

O dono do guarda-chuva,
Investe na cobertura e barbatanas,
O governo aposta nos materiais,
Mas não na mão humana!

Pois assim, torna mais fácil,
As armações a executar,
Se, pagaste melhor salário,
Ficaria mais difícil, numerário extraviar.











Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 11/10/2007
Reeditado em 12/10/2007
Código do texto: T690590

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 72 anos
238 textos (32031 leituras)
2 e-livros (137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 11:06)
Alci Santos Vivas Amado