Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bendito Poeta!

Bendito poeta que respira o mais cristalino dos amores, versando e rimando cada linha numa beleza encantadora;

Bendito poeta que descreve a magia de sentimento regado de sonhos e fantasias, que vai muito mais além dos horizontes terrestres;
Bendito poeta que dá vida aos corações vazios e carentes da ternura de um simples toque, conduzindo para onde haja paz;

Bendito poeta que transforma sonhos em realidade, trazendo esperança aos boêmios de plantão que com a madrugada adormecem e caem, lentamente, se banhando no orvalho que umedece as flôres;
Bendito poeta que ilustra no olhar a ternura do amor que nasceu para reinar e triunfar;

Bendito poeta que caminha na busca constante do amor perfeito; que sente no peito o frescor da felicidade e a reciprocidade da fidelidade, saciando a sede dos pecadores com as lágrimas que rolam sobre a face que guarda tantos segredos;

Bendito poeta que, revestido do corpo material, transborda por onde passa e com suavidade que perfuma e aquece a alma; que se liberta e afaga desejos tão lindos percorridos num passado rico de lembranças de carinhos e ternura;
Bendito poeta que fez de um momento apenas, a eternidade que cicatriza a saudade, mas não apaga toda verdade;
Bendito mil vezes bendito, o poeta imortal que regressou e bilocou almas que puderam dividir e compartilhar a doçura de um simples beijo, como se – absolutamente - fosse o ápice!

Homenagem ao poeta André Cherubim de Mineiros do Tietê/SP
Edimilson Eufrásio
Enviado por Edimilson Eufrásio em 08/11/2007
Código do texto: T728253
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edimilson Eufrásio
Mineiros do Tietê - São Paulo - Brasil
113 textos (6175 leituras)
2 e-livros (62 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:42)
Edimilson Eufrásio