Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto





 

Pheminina
elisasantos

 

Essa poesia morada, sem muros, abriga;
e entre paredes, liberta. Essa poesia mão
 escreve com rosas, Marias em trajetórias.

 

Deixa no ar uma fragrância de cravo
 e canela da panela, que fumega energia,
à mesa deixa ramos de raiz-forte amarrados... 

 

 Com laços de fita rosados, tece enlaces
 em suas rimas e em teares produz renda
 veste da família e con(versa) do uni(verso).


 

 Essa poesia Eva, enleva, seduz e induz,
faz do paraíso um livro aberto ao mistério do
lirismo "Maior", O  do Ser que reluz por si só.


www.rodadeleitura.com

 

elisasantos
Enviado por elisasantos em 27/03/2008
Reeditado em 28/03/2008
Código do texto: T919597
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
elisasantos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
430 textos (24957 leituras)
1 áudios (94 audições)
4 e-livros (176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 05:18)
elisasantos