Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

caso de caserna-A GAITA


A GAITA
O espírito vivo do soldado se manifesta em todas as oportunidades, dentro e fora do quartel. Fardado ou não.
O I º/8º RI estava prestes a ser apresentado ao Comandante , quando o mestre da banda alertou o Subcomandante que o Corneteiro não chegara.
Prontamente , um Soldado próximo falou:
” Pode deixar comigo, meu Major”. Este ficou quieto, certamente porque sabia que ou o Soldado chamaria o Corneteiro ou alguém se apresentaria de pronto para tal. De qualquer forma , a formatura não ficaria sem Corneteiro.
Quando mandou tocar Sentido, começou a confusão, pois o Soldado não fora providenciar um substituto para o Corneteiro nem mesmo chamá-lo: fora buscar sua Gaita, uma velha acordeona  que tocava como poucos. Bastou subir meia dúzia de degraus do pátio de formatura , chegar ao seu armário na 1ª Cia e descer direto para a formatura do Batalhão.
E o nosso regimento teve sua formatura matinal, com rendição da parada e tudo mais,  executada a toques de acordeona, pois não dava mais tempo para desfazer a pronta intervenção do Soldado .

























FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 26/02/2006
Código do texto: T116501


Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
551 textos (124919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/21 04:54)
FLAVIO MPINTO