Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUMA MESA DE BAR... ENGANO

-Troco.
-Depende...
-Depende de quê?
-Depende se você refere-se a troco de troca, ou a troco de troco.
-Pois não é troco de troca. É troco de troco mesmo. Cadê meu troco?
-Hum... Trago, né?
-Traga sim o troco, pois preciso ir embora logo.
- Não disse trago de trazer, mas trago de beber, do drink que você tomou. Troco por um trago de bebida, certo?
-Errado, não tem troca nenhuma. Quero apenas meu troco.
-Hã, está falando de que troca?
-Você quem disse que troca o troco por um trago de bebida!
-Não foi o que eu disse do troco...
-Foi sim, quando falou em troca.
-Tudo bem, falava do troco, mas não quis falar da troca.
-Queria falar do que, afinal?
-Do troco pelo trago de bebida sem troca.
-Como?
-Não sei.  Mas se comer, não tem mais troco.
-Não é como de comer. É apenas como, o que, como isso?
-Isso o quê? Temos doces, salgados, petiscos, o que quer comer?
-Não é nada disso!
-Sinto muito, mas é tudo o que temos.
-Tá bom, esquece. Veja-me qualquer coisa e fique com o troco.
-Troco?
-Sim, o troco que era do trago.
- O troco que era do trago e que agora é uma troca.
-Hum... Então o troco vai virar troca, certo?
-Sim.
-Aham, eu sabia!
-Sabia o quê?
-Do troco! Seu plano era a troca, não é?
-Que troco, que troca, quer dizer... Que plano?
- Desde o início, queria fazer do troco do trago uma troca pelo que agora como!
-Que absurdo! Já chega, cansei disso. Saia!
-Saia?
-Sim, saia. Ou vai me dizer que não entende o que é “saia” também?
-Depende...
-Depende de quê?
-Depende se é saia de “saia”, minissaia; ou se é saia de SAIA, expulsando do bar um policial federal que antes de sair pode prendê-lo por desacato - de modo que você não SAIA mais da prisão...
-Não, o que é isso, Senhor... O troco por seu trago está me deixando numa saia justa... Deve haver algum engano. Tome, aqui está e mil perdões por seu tempo perdido.
-O que é isso?
-Seu troco, Senhor. Afinal de contas, um engano tão inocente como esse não vale a experiência de ser agarrado e algemado brutalmente por um policial, não é mesmo?
(...)
-Depende...




Cayus Marcws pocotirios
Enviado por Cayus Marcws pocotirios em 17/08/2011
Reeditado em 18/08/2011
Código do texto: T3165875


Comentários

Sobre o autor
Cayus Marcws pocotirios
Manaus - Amazonas - Brasil, 32 anos
48 textos (8707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 02:12)
Cayus Marcws pocotirios