Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor

KKKKKKK
Peguei vocês!
Esse texto não tem nada a ver com amor! É humor. Bem, termina em or também.Amor, humor, tumor, tudo a mesma coisa! Só fedor eu deixei de lado por questões narinais.
Mas jáquetá aqui, que tal ler o texto?
Garanto que vai rir muito. Muito? Vá lá! Muito é exagero. Quem sabe um leve sorriso. E se não fôr de satisfação, pelo menos de indignação por ter sido enganado.
Mas vamos ao que interessa:

Autor de sucesso é o nome do texto. Estão preparados?

           Incorporando meu espírito martinluterkingano, eu também tenho um sonho!
           Não! Ao contrário do grande líder não acredito que um dia todos seremos irmãos.  Sempre existirão corinthianos e palmeirenses se batendo. Iraquianos e americanos se matando. Feios e bonitos se xingando. Machos e boiolas se . . . bem, deixa pra lá!
           Meu sonho é mais prosaico( não vá me ler prozac, que isso é otra cosa), mais chão, mais egoísta: EU QUERO SER UM AUTOR DE SUCESSO!!!!
           Alguns poderiam confundir com autor publicado, mas né isso não! Publicar um livro é fácil. Aqui mesmo em Bitinga City tem uma editora que é só levar os originais e fazer um cheque de dois mil que eles, numa semana te entregam 200 exemplares encadernados. Dez paus por livro! Aí é só vender, doar, rifar, rasgar, dar aos amigos, dar aos inimigos, calçar a estante perrengue ou esconder no forro da casa e vez em quando pegar um, ler o nome na capa, virar os zóinho e se sentir o bambambam do pedaço.
           O que eu quero, mas  mesmo é escrever um romance; uma editora de renome se interessar; dar entrevista no Programa do Jô; fazer uma vernissage( péra lá, seu BURRO!, vernissage é para pinturas!) com um monte de astros da Globo e uma fornada de gostosas fazendo caras e bocas de inteligentes com o livro na mão. Depois da 30ª edição( olha a modéstia aí, minha gente), o mercado americano se interessa e compra a peso de ouro os direitos autorais, lança em toda a Europa e Ásia e quiçá na Polinésia( nem sei onde fica isso, mas achei o nome tão bonitinho que também quero lá).
           Dali uns meses um figurão resolve filmar ( mais grana aqui pros bolsos do Degas) e contrata o Spielberg , o Cronemberg(ou qualquer diretor  terminado em erg, que os bichos são bons nesse treco) para dirigir. Superprodução de 100 milhões( de dólares, é mole!) com o Ralph Fiennes me interpretando e a Angelina (beicinhos)Jolie no papel de minha esposa.
Estou até imaginando: o filme estoura a boca do balão, é indicado ao Globo de Ouro e o Oscar. . . e incrível:  GANHA!!!!
           Sendo humilde como sou, nem precisa ser outro E o vento levou! Bem-Hur e muito menos um Titanic! Esse negócio de levar dez, doze prêmios é muita leviandade de minha parte. Quanto então? Sei lá! Três seria de bom tamanho. E nem precisa ser os principais. Melhor filme! Melhor diretor e melhor ator principal daria pro gasto! Como já afirmei no início do parágrafo, eu sou humilde. Aliás, sempre tive o maior orgulho em dizer que sou a pessoa mais humilde do mundo. É eu e o Roberto Justus na fita e ali no Pau a Pau! Minto, ele em segundo lugar!
          O único problema é : vou escrever sobre o quê, Santo Deus ?
          Tinha pensado  numa história esotérica. Com anjos descendo do céu e falando comigo, alguma coisa da Espanha, penitentes , pagadores de promessas e de entremeio atuchar as páginas com algum tipo de conselhos de autoajuda. Aquelas baboseiras de “seja feliz e viverá muito melhor,  nunca adoeça e terá saúde para sempre, tem mais valor alguém que te ama que alguém que te detesta” e por aí afora. Só que o desgraçado do Paulo Coelho já fez isso e até entrou para a Academia. Fardão e tudo!
          Eu poderia bolar uma história meio misteriosa. Meter a lenha na Igreja Católica inventando uma conspiração dentro do Vaticano. Meio com medo, afirmar que Jesus não era filho de Deus e se casou, teve filhos com alguma fulana da época e o escambal! Para ficar mais excitante podia bolar umas pistas bem furadas com letras escondidas em quadros famosos e transformar o herói num explorador moderno.
          É. Acabei de criar o roteiro do Código da Vinci.
          Outra boa idéia seria escrever sobre mim e minha excitante e alucinante vida. De como saio de manhã, vou ao serviço, jogo conversa fora com os outros funcionários o dia inteiro e volto para casa à  tarde de saco cheio chutando cachorro, mas. . . será que alguém compraria uma merda dessas?
          Você, por exemplo, que está lendo esse texto babaca, teria coragem de fazer uma idiotice assim? Rum, acho que não!
          Então, Santo Deus dos Descerebrados, sobre o que vou escrever meu romance pra ganhar um monte de dinheiro e ver meu nome nas telas de Hollywood? E de quebra paquerar a Cameron Diaz?
          Uma boa saída seria me envolver num escândalo . Mas com essa cambada de FDPs do PT fazendo cagada em cima de cagada e cada um escrevendo um romance sobre isso, que escândalo eu poderia protagonizar? Dizem por aí que até o Zé Dirceu ta escrevendo um livro sobre a injustiça sofrida! Só se tivesse um caso com a Marta Suplicy( arg!) ou passasse a mão na bunda do Lula. Mas aí seria demais.
          Bem, eu poderia namorar a Bárbara Bush( se minha mulher permitisse, é claro). Fala a verdade: quem não compraria um livro com o título Eu tracei a mulher do Bush, em letras vermelhas e garrafais? Só que aí era bem capaz do Bushit mandar invadir o Brasil e tascar bombas três por quatro. Por muito menos ele chegou o reio no Iraque e está lá até hoje.
          Ta difícil arrumar um assunto! Hei, pera lá! E se. . .
          Ah! Não! Isso não! Mil vezes não!!!
          Fazer o que a Bruna Surfistinha fez só pra fazer sucesso?
          Mas nem morto!!!!

Conta pra mim, não foi tão ruim assim, foi?
E agora, que tal aquele sorrisinho?
Nickinho
Enviado por Nickinho em 15/03/2007
Código do texto: T413561

Comentários

Sobre o autor
Nickinho
Ibitinga - São Paulo - Brasil, 67 anos
167 textos (42476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/20 01:06)
Nickinho