Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CAPTURA DE LULA (ou:... “O Que Diz A Dona Marta”?)


Em primeiro lugar, amigo, evite conversar com partidários que afirmam aquilo que não presenciaram.

Parta do seguinte princípio:
 
- “Lula em cativeiro é dócil, até mesmo amável”.

Outra coisa, não adianta ficar perguntando a quem diz que já viu o espécime em cativeiro. Essa hipótese já foi muito questionada desde que saiu um livro sobre o assunto, pois ali fica claro que não era exatamente uma prisão, mas antes tratava-se apenas de um laboratório onde o bicho era testado comparando-se sua inteligência com a dos golfinhos. Até mesmo porque isso era muito comum no tempo dos governos militares do Brasil.

Também não adianta fazer perguntas a especialistas como a Dona Marta, já que ela afirma que, tal como as vacas na Índia, devemos meditar que “Lula é um ser-deus”.

O irônico nessa Dona Marta é que ela não pensa a mesma coisa com relação ao polvo. E ninguém sabe qual a razão de ela achar que o polvo NÃO deva ser considerado sagrado também. Veja só a receita que ela enviou por E-mail a uma amiga chamada Marisa:

- “Retire a cabeça fazendo um corte bem acima dos olhos. Abra a cabeça e retire as vísceras”.

Veja só como ela faz questão de ressaltar que o polvo tem vísceras na cabeça...! Será que ela não é capaz de conceber que as vísceras na cabeça NÃO significam necessariamente que o polvo seja um bicho sem merecimento algum?

Ao contrário do que disse sobre o polvo, veja o que ela escreveu para a mesma amiga (Marisa) sobre os cuidados que se deve ter quando se trata de Lula (que ela faz questão de escrever com inicial maiúscula):

- “Sendo Lula, lave e se desejar estique a pele puxando-a com firmeza. Manuseie cuidadosamente os tentáculos, separando-os do corpo para não danificá-los. Todo cuidado é pouco, pois o olho, a bolsa de tinta e os intestinos podem ser acidentalmente arrancados juntos com os tentáculos. O bichinho deve ser conservado com frequentes banhos de álcool e, uma vez por semana, colocado entre camadas de gelo e refrigerado”.

Agora, após deixar aqui bem claras essas recomendações, continuemos com o tema deste texto: A CAPTURA DE LULA.

Bem, o fato é que não adianta conversa de pescadora amadora como a Marina da Mata.

A Marina da Mata quis partir para a “pesca de rede” com o Bicho-Lula.
 
Na verdade, a Marina da Mata não pretendia abater o bicho porque a raiva dela era contra o outro ser que ela chamava carinhosamente de “Criatura”.
 
É lógico que Marina da Mata havia treinado muito na selva para tentar montar uma armadilha para a Criatura, que por sua vez trata-se de um bicho ardiloso (meio gente, meio SOMENTE) muito difícil de derrotar e que não vai largar tão fácil o osso que a Marta afirma existir na Lula que aquela segunda tomou desta última, cuja propriedade de fato é da pesquisadora do arquipélago de Fernando de Noronha chamada Rosemary (com licença oficial da dama que tinha sido a primeira a afundar nos mergulhos durante dois períodos sucessivos de quatro anos).
 
Confuso, não é mesmo?

Bem, mas vamos sair do terreno pantanoso que as lulas procuram evitar.

Vou agora desanimar alguns leitores que, tanto quanto eu, não entendem uma coisa: A PESCA DE LULA É MUITO DIFÍCIL.

Quero dizer, será considerado um pECador todo aquele pescador que pECa na tentativa da pesca de LULAS.

Pescar LULAS é assunto federal, que pode estar na mira da Polícia Federal.

Lulas são sempre difíceis de capturar porque elas são facilmente confundidas com polvos.

Não é que o polvo não tenha autoestima, mas é que ele deixa que as LULAS se camuflem dele (que é polvo).
 
Hoje, para se conseguir uma licença de caçar LULAS é necessário que elas estejam comprovadamente contaminadas de substâncias que corrompam o organismo, com por exemplo, alguma sujeira de óleo tóxico preto.

Os Estados Unidos da América são um país onde existem especialistas de TUDO que a gente imagina.

Eis aí uma notícia interessante.

Os americanos de língua inglesa (que não falam lulês) estão desenvolvendo estudos para chegarem a uma solução internacional (dentro ou fora do campo da diplomacia) para o caso de alguma LULA (ou outra Criatura similar) ser comprovadamente responsável pela mancha de óleo que compromete até mesmo a economia mundial entre as nações democráticas.

Em razão destas últimas notícias, esse assunto de captura não vai poder ser esgotado aqui neste texto, mas podemos voltar a falar disso.

Aguardem, todos aqueles entre vocês que ficaram com água na boca.





Tex Rocketann
Enviado por Tex Rocketann em 29/11/2014
Código do texto: T5052869
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar o link ou este site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tex Rocketann
Recife - Pernambuco - Brasil, 59 anos
240 textos (5737 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/19 12:58)
Tex Rocketann