Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AVENTURA DO TIO ZÉ (1)

Tio Zé, cabloco criado no interior de São Paulo, lá por Nova Aliança, Potirendaba, veio muito cedo pro Mato Grosso, naquele tempo, tudo mata fechada. Desbravador de muitas roças, não perdeu seu sotaque caipira e com a necessidade de sobrevivência, tornou-se um caçador exímio. Dava tiro em tudo quanto é coisa que aparecia. Sobreviveu por aqui até os anos 80, depois como as matas acabaram, foi-se lá pro Norte do país, e levou sua fama de caçador dos bons.
Chegando lá pelas bandas de Colíder-MT, deparou-se com a mesma situação de quando aqui chegou. A caçada era sua preferência. E como as coisas mudaram, inventaram o tal de IBAMA, sua fama não demorou muito pra chegar nos ouvidos dos "homi" como de costume Tio Zé os chamava.
Não demorou muito o Coroné da Policia Militar Florestal, mandou um SArgento fazer uma visita ao Tio Zé, pra saber se era mesmo verdade o que falavam dele lá por aquelas bandas.
Chegando lá na cabana do Tio Zé, o Sgto vestido a paisana pra não ser identificado, foi logo entrando em prosa:
- Boa tarde "Seo" José.
- Boa.
- Como andam as coisas?
- Indo né "meo fio". Ta duro né?
- Pois é. Caçando muito "Seo" Zé.
- A...... caçar é meu forte né? Eu gosto muito né?
- Já matou muito bicho "Seo" Zé.
- Ixi fio, matei muito já heim? Ainda otro dia matei uma onça grandona. Matei dois viadu, um cateto, uma capivara e um quati.
- Nossa....... até quati "Seo" Zé?
- Ahh.....aqui passo na minha frenti, eu pregu fogo.
- o Sr nào tem medo do pessoal do IBAMA saber disso e vir aqui?
- Tenho não sô. Eles num tem coragem de vir não.
- Que mais o Sr matou, "Seo" Zé.
- Vixi Maria....matei cateto, capivara, onça, viado, jacaré, e essa semana matei uns vinte macaco.
- Eeee "Seo" Zé. O Senhor sabe quem eu sou "Seo" Zé?
- Não.....não sei não fio......quem é voce?
- Eu sou fiscal do IBAMA.
- Eita.......e o Sr sabe quem eu sou?
- Claro que sei. O Sr é "Seo" Zé, caçador.
- Não fio.......sou não.
- E quem é o Senhor?
- Eu?!?!?!?! Eu sou o maió mintiroso aqui da região.
Magrao
Enviado por Magrao em 25/07/2007
Código do texto: T579003

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Magrao
Caarapó - Mato Grosso do Sul - Brasil, 57 anos
132 textos (12929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 18:25)
Magrao