Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENSANDO BEM, QUE MAL TEM?


Há poucos dias, boa parte do mundo ficou pasmado com a surpreendente decisão do cientista russo Grigori Perelman, conhecido entre seus colegas pelo apelido de “Grisha”.
Por seu trabalho revolucionário, o russo fazia jus ao prêmio de  um milhão de dólares oferecido  pelo Clay Mathematics Institute, de Massachusetts.  Mas, para surpresa de todos, Grisha simplesmente desapareceu sem maiores explicações.
Dizem que passou a viver nas florestas próximas a São Petersburgo, onde  sempre gostou de passear. Agiu o cientista em sã consciência? Afinal, desprezar um milhão de dólares não é sinal de loucura?
Pois é! Existem pessoas que não dependem do dinheiro para serem felizes.  Como também, existem outras que topam tudo por dinheiro, parafraseando um programa de televisão.
Partindo desta premissa, Alice chegou em casa radiante. Tinha sido convidada para posar nua para uma revista masculina.
Com apenas 22 anos, um corpo escultural, olhos verdes e linda, por onde passava atraía a atenção dos homens e, certamente, o olhar raivoso das mulheres. Alice era casada com Josival, homem rude e violento, porém apaixonado pela mulher.
Durante todo o dia a moça esperou ansiosa a chegada do marido para expor o caso. Assim que Josival abriu a porta,  Alice correu e se atirou nos seus braços, o cobrindo de beijos e aos gritos:
---Querido! Querido!  Tenho uma ótima novidade!
--- Diga, minha flor! Meu Deus! Quanta alegria.
---Fui convidada para posar nua para uma revista. Vou ficar famosa, quem sabe até trabalhar na televisão –disse Alice esfuziante.
---O que? Posar nua! Nunca.
---Mas, querido....
---Você quer me matar Alice? É isso? – disse o marido, aos berros.
Josival gritava impropérios, dava murros na mesa, na parede, e somente não agrediu Alice por força de muito controle e devido à paixão enlouquecida que lhe dedicava.  Era louco pela mulher ,e se assim não fosse, certamente a teria espancado.
---Onde já se viu, uma mulher de respeito ficar se exibindo numa revista de maníacos?  Pois é! Mulher minha só mostra a bunda e outras partes para o marido.  Nem ao médico.  Para isso você se consulta com a Doutora Rosilda, uma ginecologista de boa fama.  Disse o marido, aos gritos.
Indignado, Josival continuava bradando:
---O que os meus amigos vão pensar de mim?  Certamente irão rir, fazer piadinhas.  Falarão de você também, Alice.  Nós ficaremos desmoralizados.
Alice, com os olhos arregalados, dizia entre choro e lágrimas:
---Não se preocupe, amor.  Eu não vou aceitar a proposta, não vou posar.
Josival gritava, enraivecido:
---Não se faz um convite desse tipo a uma mulher séria como você. Foi um desrespeito total. Nem a você minha flor, nem ao seu marido, este pobre coitado aqui ---disse, batendo no peito.
---Não se preocupe com isso, meu amor. Eu não aceitarei o convite.
Josival acalmou-se, mas continuava a falar pra si mesmo:
---Já pensou? Você nua na revista e aquele bando de homens olhando, babando e dizendo: "Olhem a gostosa da mulher do Josival! Olha a bunda dela! Olhem os peitinhos dela! Olhem ....".
---Meu Deus! Minha mulher inteiramente pelada numa revista de tarados! Não minha mulher, não!
Falando baixinho, Alice disse novamente:
---Mas eu já disse que não vou posar! Fique calmo meu amor!
Olhando com gulodice aquele magnífico corpo, os grande olhos verdes, aquele sorriso lindo e repleto de sensualidade, mais uma vez ele se exaltou:
---Meu amor? Você já imaginou um pôster seu, peladona na borracharia do Antenor? Eu não suportaria ver. Eu teria um enfarto.  Você sabe, querida? Homem que é homem não aceita tal humilhação.  Não exibe a própria mulher.   Então vamos botar uma pedra sobre este assunto e não se fala mais nisso --- disse Josival dando um tapa na mesa. ---Pegue uma cerveja na geladeira. Preciso me relaxar. Assunto encerrado.  Nada de fotos para revista de homens.
Alice concordou aliviada e disse:
--- Tudo bem, meu amor. Não precisava ficar tão nervoso. Eu só contei pra você por causa dos R$ 250 mil que me ofereceram de cachê.
---O quê?
Josival levantou-se, respirou profundamente e estatalou os olhos como se tivesse recebido um tapa na cara. Coçou a cabeça, deu alguns passos, voltou  e disse:
---250 mil, minha flor? Só por umas fotos de nu artístico?  É! Analisando melhor, o mundo mudou muito. Hoje em dia homem usa até brinco. Já não tem lugar para tanto machismo. Pensando bem, que mal tem?
RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA
Enviado por RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA em 28/08/2007
Reeditado em 18/12/2007
Código do texto: T627686

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil
391 textos (155554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 00:56)
RONALDO JOSÉ DE ALMEIDA