Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHER DE GAFIEIRA

Minha vida é uma tormenta
Minha mulher, ninguém agüenta
A pior besteira da minha vida
Foi casar com essa nega.
Quando eu chego do trabalho
Bem cansado do batente
Vou tomar banho, e só por pirraça
Ela me esconde o sabonete.
Quem agüenta essa nega?
Quem agüenta?
Saio do banho já nervoso
E o jantar não está pronto
Pois ele está no portão
Falando mal da vida alheia.
Então eu saio, vou pro  bar
E como qualquer besteira.
Quem agüenta essa nega?
Quem agüenta?
Dou dinheiro para ela ir à feira
Ela vai é pra gafieira,
Saia curta e sandália preta,
No salão ninguém mexe com a nega
Pois ela sabe dar rabo-de-arraia
E joga capoeira.
Quem agüenta essa nega?
Quem agüenta?
Luiz Carlos Rodrigues dos Santos
Enviado por Luiz Carlos Rodrigues dos Santos em 20/09/2007
Reeditado em 07/06/2011
Código do texto: T660257
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luiz Carlos Rodrigues dos Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil
1101 textos (224313 leituras)
40 áudios (76883 audições)
39 e-livros (4243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 23:17)
Luiz Carlos Rodrigues dos Santos