Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



PIADAS



CRIATIVIDADE

Locutor: – Quem fala?
Ouvinte: – É Marcela.
Locutor: – De onde, Marcela?
Ouvinte: – Do centro!
Locutor: – Olha aí, Marcela do centro! Valendo o kit com camiseta e CD da sua dupla sertaneja preferida...
Qual é o país que tem duas sílabas e se pode comer uma delas? Prestou atenção? 10 segundos para responder.
Ouvinte: – CUBA!
Locutor: (mudo por alguns segundos e risadas no fundo) –Tá certo, Marcela! Vai levar o prêmio pela criatividade. Mas aqui na ficha estava escrito JAPÃO...


TEMPO

A professora chega junto do Fernandinho e diz:
- Menino Fernandinho, qual é o tempo da frase: “Eu procuro um homem fiel?”
Então Fernandinho responde:
- É tempo perdido!


CURIOSIDADE MALVADA

Fernandinho estava a brincar no pátio quando viu o carro do seu pai passando em direção ao matagal, atrás de sua escola… Ele seguiu o carro. Viu seu pai e tia Jane, abraçando-se apaixonadamente! Fernandinho achou isso tão excitante que não se conteve e correu para casa, para contar para a mãe o que tinha visto…
– Mamãe, mamãe! Eu estava no pátio da escola, quando vi o carro do papai indo para o matagal, com a tia Jane dentro…fui atrás para ver! Ele estava dando o maior beijo na tia Jane… Depois, ele a ajudou a tirar sua blusa… aí, a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças, e depois, a tia Jane…
Nesse ponto, a mamãe interrompeu-o, dizendo:
– Fernandinho, essa é uma história tão interessante! Que tal, você guardar o resto dela, para hora do jantar…? Eu quero ver a cara do seu pai, quando você contar tudo isso, hoje à noite!
Na hora do jantar, a Mamãe pediu para o filho contar sua história… Fernandinho, então, começou:
– Eu estava brincando no pátio da escola, quando vi o carro do papai indo para o matagal, com a tia Jane dentro… aí, fui correndo atrás para ver. Ele estava dando o maior beijo na tia Jane…aí, ele a ajudou a tirar sua blusa…ela ajudou o papai a tirar suas calças. Logo, começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Beto faziam, quando o Papai não estava em casa!
A mãe desmaiou!


IRRITABILIDADE

Num hospício para gente doida, Clodoaldo foi entrevistado mais uma vez pelo diretor, a fim de avaliar dos progressos no tratamento a que estava sendo sujeito.
- Então me diga, Clodoaldo, ainda tem essa mania de fazer fisgas para caçar pardais?
- Não senhor, já esqueci!
- Ora bem, então imaginemos a seguinte situação: Você vai passear pelo campo com sua namorada. Você tem namorada, não é, Clodoaldo? Como é o seu nome?
- Hermengarda, senhor diretor.
- Pois bem, você vai pelo campo fora, ouvindo os passarinhos chilreando, às tantas senta com a Hermengarda à sombra de uma árvore. Depois, o que faz?
- Bem, eu começo a beijar a moça…
- Muito bem. E depois?
- Depois, acaricio-lhe os seios
- Então e depois?
- Depois, dispo-lhe a blusa e continuo a acariciar-lhe o corpo…
- Hummm…então e depois?
- Depois tiro-lhe a saia e acaricio-lhe o ventre e as coxas…
- Eh lá, homem… então e depois?
- Bem, senhor diretor, depois tiro-lhe as calcinhas, faço uma fisga e tento acertar naquele pássaro que não há meio de se calar e me bule com o sistema nervoso…





 
Ferreira Estêvão
Enviado por Ferreira Estêvão em 03/12/2019
Reeditado em 03/12/2019
Código do texto: T6809830
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ferreira Estêvão
Lisboa - Lisboa - Portugal, 66 anos
565 textos (111273 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 00:24)
Ferreira Estêvão