Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uai! Faiô a Bateria! (Mineirez)

Nun sei prá modi di quê  qui fui ficá na cidadi prá dispois tê qui saí di mardrugada. As vaca vai tá nu currar, é perciso tirá u leiti, dispois us bizerro vai tê qui mamá, us cumpanhero vai chegá pá ruá u café, intão eu perciso memo i de mardrugada.

O tempu inté qui tá bão, a chuva qui deu antontonti paraci que num vai vortá. A istrada num tem puera nem tijucu, tá favoráve pá andá, só qui a luma tá perguiçosa, pareci qui resorveu discançá. I esse medu cotô, essa istrada é chei de sombração, miasperna tá tremenu só di pensa na portera da baxada, dis quela abri suzinha, qui tem um omi sem cara i di chaper, qui fica pitanu, incostado nu morão, dispois qui quandoocê caba di passá suzinha a portera torna fechá. Vô amarrá as carça e vô í.

Dizosomi sabidu das cidadi, qui nóis tem é porbrema pistiscológic, qui sombração num isisti, mais só nois sabi u qui nois vê. Num to falanu? Cabei di dizê, óia lá um vurtu per da portera, minha santa i us anjus du Sinhô, sei qui vão mi portegê, intão vô chegá mais pertu. Virgi... tá parecenu uma carnera, tem arguém cas mão apoiadu nela, devi di tá rezano pa arma du mortu. Vô fechá a metade dus ôios, vô passá quasi sem oiá. Vorta! Mais qui porquera, num  é carnera nada, é um artomove qui arguém tá impurrano. –Moço! O senhor me ajuda a empurrar? Uai! Quemtá impurranu é uma muié! Mais essi artomove é a furreca do Romirdo!   Tudu mundu sabi qui a muié deli foi viaja, intão quem qué essa sirirgaita? Ê! Zangô a coêta, é a Jurema fia do Tião da Ponti, qui é noiva do Dito fio du Gurgé.

Esse sujeito é um língua solta. O Dito vai descobrir. O meu pai vai me surrar de correia, minha mãe não vai me entender, o casamento já marcado, como vou falar para o padre? Adeus meu casamento com o Dito, e a casa já mobiliada... O que eu vou falar pra Dircinha, quando ela voltar da viajem?...

Ai cuma a língua coça, achu qui num vô mi aguenta, antis du sor saí, num tenhu duida qui a cidadi vai frevê. Tamém, qui curpa co possu tê si a bateria do artomovi faiô?
JV do Lago
Enviado por JV do Lago em 04/07/2020
Código do texto: T6995642
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JV do Lago
São João da Boa Vista - São Paulo - Brasil, 66 anos
79 textos (990 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/08/20 18:44)
JV do Lago