Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ISTO QUE É POEMA





ERA MEIA-NOITE... DEZ HORAS EM PONTO

AS TARTARUGAS PULAVAM DE GALHO EM GALHO
E OS PEIXES PASTAVAM NA RELVA FRESCA.

UM ANCIÃO AINDA MOÇO... NU DE MÃO NO BOLSO
SENTADO EM PÉ NUMA PEDRA DE PAU
LIA SEU LIVRO FECHADO, SOB A LUZ DO LAMPIÃO APAGADO E
DIZIA ASSIM CALADO; “AS QUATRO MARAVILHAS DO MUNDO SÃO TRÊS”: MULHER E CACHAÇA”.

E AO CONTEMPLAR A TERRA PLANA.
QUE MAIS PARECIA UMA BOLA QUADRADA
RECITOU DE BOCA FECHADA
“PREFIRO MIL VEZES A MORTE A PERDER A PRÓPRIA VIDA”



Obs. Aprendi este poema na minha infância, não sei quem é o autor, mas nunca o esqueci. recito ele pra divertir as crianças.
joslu
Enviado por joslu em 31/10/2007
Reeditado em 18/05/2009
Código do texto: T717581
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
joslu
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
137 textos (33546 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 15:18)
joslu