Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Aconchego

Quando saí de madrugada procurando a estrela d’alva
dei de cara com a maré alta que ressaltava mais ainda
a lua nova que, em sua alcova, ficava mais perto do sol...

A noite não se lembrava mais de mim, nem me deu atenção...
A rosa dos ventos me indicou a via láctea e apontou
no céu uma chuva de estrelas que molhou o meu chão...

Não procuro qualquer estrela, procuro a senhora dos meus sins...

Ela foi morar nas estrelas e brilha mais que a estrela da manhã!
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 28/05/2019
Código do texto: T6659232
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1587 textos (38853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 13:54)
Eligio Moura