Alheias feridas

Todo dia Mãe Maria, via celular,

Me diz que tudo vai melhorar,

Que a dor mesmo na hora mais doída

Como tudo no viver vai passar,

Sempre há uma mão amiga,

Que eu seja bálsamo pras alheias feridas,

Pra que nunca desanime, jamais pense desistir,

Vitórias são naturais a quem prosseguir.

Fera da Poesia
Enviado por Fera da Poesia em 18/06/2022
Código do texto: T7540018
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.