Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Victor e os Óculos Mágicos

Certo dia Victor estava muito ansioso porque era o dia do seu aniversário e seu tio disse que iria trazer um presente muito especial. Depois de um tempo a festa começou. Victor prestava atenção nos convidados, mas queria mesmo que seu tio chegasse com seu presente. Até que o seu tio chegou e Victor disse animado:

-Oi tio, tudo bem? Cadê meu presente especial?

-Olá Victor, estou bem e vou te dar seu presente depois, agora vamos nos divertir.

Depois dos parabéns, o tio de Victor o chamou para mostrar o grande presente. Victor chamou seus amigos e todos foram correndo para cima de Victor, então: eram óculos mágicos, mas Victor não entendeu nada, e perguntou para seu tio:


-Tio, eu não preciso de óculos, enxergo muito bem.

-Eu sei Victor.

-Então porque comprou óculos?

-Esses óculos são mágicos, tudo que você quiser, esses óculos transformam em realidade.

Victor ficou tão surpreso, e foi logo colocando seus óculos e disse:

-Quero saber dirigir todos os meios de transporte que existem.

E logo depois pediu todos os meios de transporte que sabia pilotar. No dia seguinte, Victor estava na sua casa nova que ganhou dos óculos mágicos e viu que eles não estavam lá. Ele ficou desesperado então começou a procurar e viu no rastreador dos óculos que ele estava perto dali, então foi andando, andando e andando até que chegou, quando olhou para frente: era a casa do menino mais briguento, mais bagunceiro desobediente da escola. Victor bateu na porta e a mãe do menino abriu a porta e perguntou:

-Olá garoto, no que eu posso te ajudar?

-É que perdi meus óculos e o rastreador diz que eles estão aqui.

-Ah, espere aí.

A senhora trouxe o menino com os óculos e disse:

-Por acaso são esses óculos?

-São sim.

Aí a senhora perguntou ao seu filho em voz alta:

-Então, mocinho me explique tudo se não quiser ficar com um castigo pior do que já vai ter.

E o menino disse com voz tristonha e muito baixa:

-É que eu fiquei com inveja, porque só ele tinha aqueles óculos, então eu o segui até chegar em sua casa e enquanto ele dormia, aproveitei para pegá-los e depois fugi.

Victor ficou tão triste com a história que falou para a mãe do menino:

-Não o castigue, eu o perdôo.

Então a mãe do garoto perdou e Victor pediu para os óculos mágicos:

-Desejo que esse menino seja meu amigo e que ele seja bom.

Daquele dia em diante, o garoto e Victor viraram amigos das horas tristes e maravilhosas.



Escrito em 25/08/2007



emilylibanio
Enviado por emilylibanio em 25/08/2007
Reeditado em 22/09/2012
Código do texto: T623663
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
emilylibanio
São Paulo - São Paulo - Brasil, 19 anos
17 textos (1422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:29)
emilylibanio