Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O LOBO E A COBRA

     O pequenino lobo estava solitário, vagava de um lado para o outro procurando seus pais, de repente surgiu em sua frente uma cobra gigante, o lobo se assustou e escondeu-se atras de um monte de pedras. A cobra então  perguntou:
     - Estás com medo? assustado? - O som irônico da cabra avermelhada  fez o pequenino lobo tremer e suar de tanto medo.
       O silêncio fez menção à continuar...
     - Estou com tanta fome! - paralisada, retorcendo-se hipinoticamente.
       O lobo respondeu:
     - Eu não estou com fome. - Brando e assustado.
     - Tens medo de uma pobre cobra velha que rasteja pela floresta? - Sorria.
     - Não! Eu não tenho medo, já disse...
       A cobra interrompeu.
     - Por que tens medo? Fale-me?
       O lobo saiu de trás das pedras e baixinho respondeu:
     - Estou perdido dos meus pais e dos meus irmãos.
       A gigante cobra de aproximadamente dez metros disse com carinho:
     - Eu te ajudo.
     - Como? - Perguntou espantado.
     - Levo-o até onde estão seus pais.
       O lobo ficou feliz por alguns instantes. Depois, ele pensou: "Ela esta mentindo e que me comer."- prosseguiu  afirmando - É, acho justo receber ajuda.
       A cobra ficou feliz porque havia conquistado o lobo solitário e ela pensou: " Eu vou ajudar o pequeno."
     - Vamos! - Ordenou a cobra antes do anoitecer.
     - Espere. - O lobo ainda não acreditava na cobra - Sabes onde estão?
     - Sim. Eu sei. - A cobra estava falando a verdade para o lobo pequenino.
     - Como sabes? - Desconfiado, prosseguiu perguntando - Nós não somos dessa parte da floresta...Como sabes, hein?
      - Muito bem. Eu realmente não sou dessa parte...
      - Estás a mentir? - Tristonho ele vez um pergunta duvidosa.
      - Estou em todas as partes. Neste momento estou aqui. Pertinho de você.
        O lobo não entendia o que a cobra falava.
      - Eu não entendo-a. Ora diz que não é, depois, lodo depois, diz que é...da floresta....
         Interrompeu.
       - Eu não sou e ao mesmo tempo sou.
         O lobo sorriu e logo conquistou a cobra gigante.
       - Vamos! Vamos! - Irada e ao mesmo tempo encantada.
         O lobo montou na cobra e ela rastejou até chegar perto do lago.
       - Pronto.
       - Como? Onde está minha família?
       - Atravesse a ponte e chegarás lá.
       - Sozinho? - Ele olhou a ponte estreita e longa.
       - Eu não posso ultrapassar os limites.
         Ele agradeceu e seguiu até chegar feliz perto dos seus.
        "Às vezes sou bondosa."  -  Pensou a gigante cobra quase chorando e regressou para a floresta para poder encontrar um presa para se alimentar.

                                     FIM
Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 07/09/2019
Reeditado em 07/09/2019
Código do texto: T6739412
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 53 anos
684 textos (4113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 23:15)
Sérgio Gaiafi