Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROCURANDO DONA MORTE

Dois irmãos órfãos, Raquel e Isaque eram criados por uma tia muito rabugenta. Um dia, cansados de tanto ouvir a tia reclamar por estar cansada de cuidar deles, resolveram sair pelo mundo e procurar Dona Morte que havia levado os seus pais.
Fizeram uma trouxinha com algumas roupas, pegaram as bicicletas e rumaram para a estrada. Pedalaram um bom trecho e no caminho encontraram um cachorrinho muito triste. Perguntaram ao bichinho o motivo de tanta tristeza. Ele respondeu que estava doente infestado por sarnas e esperava por Dona Morte vir buscá-lo. As crianças convidaram o cachorrinho a ir com eles à procura de dona Morte. Pedalaram mais um trecho e encontraram um burrinho manco. Perguntado, o burrinho respondeu que estava esperando Dona Morte vir buscá-lo porque não podia mais trotar. As crianças o convenceram a acompanhá-las.
Continuaram pela estrada e encontraram um menino muito pretinho, com a roupa rasgada e uma ferida na cabeça. Perguntaram o que acontecera com ele e o menino respondeu que estava esperando Dona Morte vir buscá-lo porque apanhava muito de outros meninos. Convidaram o menino a se juntar ao grupo e prosseguiram a jornada. Encontraram um velhinho sentado numa pedra e perguntaram se ele sabia onde Dona Morte morava. O velhinho disse não saber, mas estava esperando que ela viesse buscá-lo por estar cansado de viver. As crianças o convidaram a acompanhá-las.
No finalzinho do dia depararam com um jardim muito bonito, fechado por um grande portão dourado. Tocaram uma sineta e em seguida surgiu uma bela moça vindo ao encontro deles. Vestia um lindo vestido azul bordado de estrelas.
A moça perguntou o que queriam e eles responderam estar procurando por Dona Morte. A linda moça abriu o portão e eles entraram no jardim, então perguntou o porquê queriam encontrar Dona Morte. Responderam que queriam morar com Dona Morte porque estavam cansados de viver sofrendo.
A moça então revelou que ela era a Dona Morte e o jardim sua morada e os mortos eram seus hóspedes. E caminhando mostrava os canteiros onde os mortos repousavam. Parou no canteiro dos pais de Raquel e Isaque e disse que foi buscá-los porque o tempo deles na Terra já havia terminado. Explicou que só buscava as pessoas e bichos que estavam com seu tempo de vida esgotado, não buscava as pessoas antes que fosse a hora final. Aconselhou então que todos voltassem e aproveitassem o tempo que ainda tinham de vida fazendo coisas boas. Explicou que o sofrimento faz parte da vida e serve para se aprender a viver. Prometeu ao velhinho que iria buscá-lo depois que ele fizesse as pazes com seu vizinho com o qual havia brigado por bobagem.
Dona Morte beijou cada um, despediu-se e voltou para seu castelo. Uma nuvem perfumada envolveu o grupo e todos retornaram para suas casas com vontade de viver e aproveitar o tempo que ainda teriam para desfrutar a vida.
daguinaga
Enviado por daguinaga em 14/02/2020
Código do texto: T6866173
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
daguinaga
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
418 textos (23217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/02/20 18:37)
daguinaga