Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cueca do vovô.

O meu sobrinho Allan quando tinha por volta de 7 anos, ensinou-me uma canção que nunca esqueci-me. Mas, em troca tive que dar a ele, umas moedas para o seu cofrinho. Ele cantou a canção com aquele rostinho maroto, e eu dei grandes gargalhadas. Como é belo a inocência das crianças. A canção é essa o qual passo a citar:

Havia uma barata
Na cueca do vovô
Vovô soltou um "PUM"
E a barata desmaiou.
Antonio Magnani
Enviado por Antonio Magnani em 27/06/2020
Código do texto: T6989381
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Antonio Magnani
Marília - São Paulo - Brasil, 57 anos
218 textos (10461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 17:30)