Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


OS TRINTA E TRÊS PATINHOS

 

Eu vou contar uma história

Da fazenda da tia Selma,

Pois não lhe sai da memória

Os patinhos sobre a relva.

 

Eram bem amarelinhos

Sua mãe pata os recusou,

De penugem, tão fofinhos,

Foi tia Selma que os criou.

 

Pois a pata Benedita

Dos filhos não quis cuidar

Porque se achava bonita

E só queria passear.

 

Tia Selma cuidadosa

Ensinou-os a nadar

Com eles foi carinhosa

Os trinta e três quis salvar.

 

Eles eram pequeninos

Pra enfrentar tanto perigo

E para tantos inquilinos

Era preciso um abrigo.

 

Pois a coruja gulosa

Já andava observando,

Mas tia Selma zelosa

De todos tava cuidando.

 

 

O jeito foi alojá-los

No quartinho de costura,

Onde os bichos, pra pegá-los,

Sofreriam com as suturas.

 

E foi assim que a coruja

Da armadilha não escapou

Espetada e toda suja

Tia Selma a libertou.

 

Os patinhos se salvaram

Ficaram adultos, perfeitos,

A todos sempre agradaram

Eram patos sem defeitos.

 

 

 

(Hull de La Fuente)

Hull de La Fuente
Enviado por Hull de La Fuente em 12/11/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T734601
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hull de La Fuente
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2667 textos (400144 leituras)
2 e-livros (184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 01:27)
Hull de La Fuente