Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É AQUI QUE TUDO TERMINA

Ela vem quando eu fecho a porta, escorre pelos cantos dos meus olhos, esbarrando levemente em meu nariz. E quando eu sinto seu gosto, ela se derrama sobre meu caderno onde eu escrevo essas coisas estranhas.

Mais uma carta sobre a mesa. Era tudo que ele queria dizer mais nunca teve coragem para falar. Se despediu da mãe e dos irmãos, parecia que nunca mais iria voltar para casa.

Adeus, adeus, adeus meu amor. É aqui que tudo termina.

Da multidão, sobrou apenas você para dar risadas, olhando para o nada, dormindo na luz e acordando na escuridão.
Das muitas vozes, sobrou apenas o ruído da sua, cantarolando uma bela canção.
De dezenas de sorrisos, sobrou apenas um olhar sombrio na madrugada, no fim das nossas brigas. Não há mais ninguém para culpar.

Adeus, adeus meu amor, adeus minha vida. Você não vai voltar pra casa esta noite. É aqui que tudo termina.

Não há algemas em mim, não há grades ao meu redor, mas estou preso em tudo, até dentro do meu próprio quarto. Me leve de volta pra você, me dê o amor, não esconda o rosto enquanto chora, vamos sorrir juntos.

Ela vem quando eu fecho a porta, escorre pelos cantos dos meus olhos, esbarrando levemente em meu nariz. E quando eu sinto seu gosto, ela se derrama sobre meu caderno onde eu escrevo essas coisas estranhas.

E é aqui que tudo termina.

John J
Enviado por John J em 06/02/2018
Código do texto: T6246951
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
John J
Oriximiná - Pará - Brasil, 34 anos
16 textos (544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/05/18 13:10)
John J