Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Á MÃE E SEU FILHO QUE CRESCEU - MENSAGENS E COMENTÁRIOS DIVERSOS...

À
MÃE


"Porque um menino nos nasceu,
um filho se nos deu,
e o principado está sobre os seus ombros,
e se chamará o seu nome:
Maravilhoso,
Conselheiro,
Deus Forte,
Pai da Eternidade,
Príncipe da Paz."

Isaías 9:6

______________________


A Flor do Maracujá
Catulo da Paixão Cearense

Encontrando-me com um sertanejo,
Perto de um pé de maracujá,
Eu lhe perguntei:
Diga-me caro sertanejo,
Porque razão nasce branca e roxa,
A flor do maracujá?

Ah, pois então eu lhi conto,
A estória que ouvi contá,
A razão pro que nasci branca i roxa,
A frô do maracujá.
Maracujá já foi branco,
Eu posso inté lhe ajurá,
Mais branco qui caridadi,
Mais brando do que o luá.

Quando a frô brotava nele,
Lá pros cunfim do sertão,
Maracujá parecia,
Um ninho de argodão.
Mais um dia, há muito tempo,
Num meis que inté num mi alembro,
Si foi maio, si foi junho,
Si foi janeiro ou dezembro.

Nosso sinhô Jesus Cristo,
Foi condenado a morrê,
Numa cruis crucificado,
Longe daqui como o quê,
Pregaro cristo a martelo,
E ao vê tamanha crueza,
A natureza inteirinha,
Pois-se a chorá di tristeza.

Chorava us campu,
As foia, as ribeira,
Sabiá tamém chorava,
Nos gaio a laranjera,
E havia junto da cruis,
Um pé de maracujá,
Carregadinho de frô,
Aos pé de nosso sinhô.

I o sangue de Jesus Cristo,
Sangui pisado de dô,
Nus pé du maracujá,
Tingia todas as frô,
Eis aqui seu moço,
A estória que eu vi contá,
A razão proque nasce branca i roxa,
A frô do maracujá

https://www.youtube.com/watch?v=q4MhzBL5zho

https://www.letras.mus.br/catullo-da-paixao-cearense/687416/

____
OUTRA VERSÃO  - A FLOR DO MARACUJÁ

"Pelas rosas, pelos lírios, Pelas abelhas, sinhá, Pelas notas mais chorosas Do canto do sabiá, Pelo cálice de angústias Da flor do maracujá! Pelo jasmim, pelo goivo, Pelo agreste manacá, Pelas gotas do sereno Nas folhas de gravatá, Pela coroa de espinhos Da flor do maracujá! Pelas tranças da mãe-d'água Que junto da fonte está, Pelos colibris que brincam Nas alvas plumas do ubá, Pelos cravos desenhados Na flor do maracujá! Pelas azuis borboletas Que descem do Panamá, Pelos tesouros ocultos Nas minas do Sincorá, Pelas chagas roxeadas
Da flor do maracujá! Pelo mar, pelo deserto, Pelas montanhas, sinhá! Pelas florestas imensas Que falam de Jeová! Pela lança ensanguentada Da flor do maracujá! Por tudo o que o céu revela! Por tudo o que a terra dá Eu te juro que minh'alma De tua alma escrava está!...
Guarda contigo esse emblema Da flor do maracujá!
Não se enojem teus ouvidos De tantas rimas em — a —
Mas ouve meus juramentos, Meus cantos ouve, sinhá!
Te peço pelos mistérios

Da flor do maracujá! Publicado no livro Cantos meridionais (1869). In: GRANDES poetas românticos do Brasil.
Pref. e notas biogr. Antônio Soares Amora. Introd. Frederico José da Silva Ramos. São Paulo: LEP, 1959. v.2, p.15

__________

O assunto é o álbum de família...

VEJAMOS PARTE POR PARTE, FOTO POR FOTO, FATO POR FATO...

MOMENTO A MOMENTO... O QUE TUDO ISSO NOS DIZ?

FILHO - LUZ DE SUA VIDA!

OS ANJOS E DEUS - A VIRGEM DO MENINO JESUS
A RECOMPENSA POR TODAS ESTAS ATIVIDADES...
DORES,... HORAS SEM DORMIR...
NÃO DEIXE A DECEPÇÃO A VENCER...

VOCÊ É MAIOR QUE TUDO, É MÃE ....É VENCEDORA...
É EDUCADORA E EXEMPLO DE VIRTUDES...

ESFORÇO E CORAGEM DE IR EM FRENTE....

JAMAIS DESANIMAR... CORAGEM DE TER E EDUCAR O SEU FILHO

_______

Que graça maior há de uma mãe poder levar o filho 09 meses,
gerar, ver crescer, pegar na mãozinha dele.

Cuidar, levar a vários lugares, amamentar,
dar papinha, trocar frauda...
 
Pagar plano de saúde para ele; levar à pediatra e à escola, etc.

Colocar para dormir, vacinar, corrigir, amar, perdoar...

PERDOAR é saudável, perdoar nos faz divinos -
porque nos aproxima
e nos assemelha à oração de Jesus
QUE TANTO AMA E É POUCO AMADO,
ao coração misericordioso de Nosso Pai
que tudo perdoa quando estamos arrependidos!

Acalentar o sonho do filho ser gente...
ser um profissional,
investir na educação dele...
investir em cursos,
comprou instrumentos musicais,
na formação moral e intelectual...
pagar escolas e colégios...

________

Lembrei das primeiras palavras dele,
a boca querendo banana amassada com aveia,
correndo para jogar bola,
furando gol depois de cair e marcar a falta...

Jogando bola com os colegas na praça...

Mostrando o barriga depois de comer,
dizendo que fazer muita coisa e palavras engraçadas... enquanto aprendia a falar... andar... brincar... etc.

Desenhando na escolinha, dormindo à tarde...
esconde-esconde dentro do guarda-roupa,

Sentando na cadeirinha para tirar foto
(a que temos até hoje, de papel-noel que você deve ter)... ,

Dizendo comer arroz, doce... na escola... ,
brincando de futebol na casa dos coleguinhas,
viajando com gorro e frio,
aniversários,
você chamando ele de palavras lindas e fazendo carinho...

claro, que a gente sente feliz quando ele cresce,
amadurece, vence ao lado da MÃE que tanto ama...
Que investiu nele, foi na formatura de segundo grau...
viajou vários lugares... Esquiou...

E sabe de seu desenvolvimento e as etapas pelas quais ele passou...

Agora na universidade! Graças a Deus e a você!!!

Somos vencedores ... Temos orgulho dele e vemos que cresceu...


Obrigado, pois meu filho é amado pelo Céu,
seu anjo da guarda,
a mãe de Jesus
e todos os familiares e colegas.

Obrigado - MÃE - porque você faz parte dessa história
de amor
e beleza,
superação
e graça.

Você é MÃE, NINGUÉM NO MUNDO IGUAL A VOCÊ
POR TER COLOCADO O SEU FILHO NO MUNDO
PARA SER DE DEUS E DO MUNDO,
investidora nº 1, acolhedora,
conselheira... ri e corrige o seu pequeno e agora grande homem...

Quem faz mais do que você?

Assim como a sua Mãe e outros fizeram por você -
agora você que faz pelos outros meninos,
o seu filho quando puder,
precisar e ele vier e pedir....por nós, os sobrinhos ...

SEU BEBÊ AGORA É UM BOM E LINDO HOMEM!

TEMPO BOM...

TEMPOS BONS...

BASTA TER FÉ E PACIÊNCIA....

PARA TUDO DEBAIXO DO SOL - HÁ UM TEMPO...

DEUS NOS DEU O TEMPO PARA ENXUGAR AS LÁGRIMAS

TEMPO PARA SORRIR

TEMPO PARA CALAR....

TEMPO PARA AGRADECER

TEMPO PARA CRESCER

TEMPO PARA CHEGAR A ATÉ O CÉU...

CARMINHA,como o seu menino cresceu!


Obrigado - porque você faz parte dessa história de amor e beleza, superação e graça
COMO MÃE E EDUCADORA NOTA 1000.

SEM VOCÊ - EU NÃO SERIA O PAI QUEM SOU!

OBRIGADO POR ME SUPORTAR E PERDOAR TODOS OS DIAS.

OBRIGADO POR AMAR E PERDOAR SEU DOCE E LINDO E AMÁVEL, LIMITADO E EM FORMAÇÃO.
_____________________

COMENTÁRIOS

J B PEREIRA

Os negros mineiros chamavam Nossa senhora de Mariama, daí Mariana... trabalhavam nas minas próximas e edificavam igrejas e construíam casarões... Surgiu neste contexto - o uso do burro, mula, mula de carga, burrico, então daí o garoto que cuidava das mulas.
Um forma ambígua de ironizar, racismo, ou engrandecer a sensualidade ou sexualidade afrodescendente - dependendo do contexto onde se diz ou como ou com quem se diz...).

O termo deu origem: moleque, moleca (menina),molecada (muitas mulas e muitos negrinhos...

As fraternidades associou o sonho da liberdade do Chico Rei, Chica da Silva com a euforia, as [irm(ã)ndades] confrarias (com estatutos ou regulamentos próprios) das devoções de Nossa Senhoras dos negros: Mercês, Rosário e dos mestiços e cabouco(s) ou meio-negros e com tons do branco nas ordem da Ordem franciscana leiga e da Nossa Senhora do Carmo, e N ª Sr ª do Pilar e a multiplicidade das irmandades indicava a ascensão dos negros e mestiços (mulatos) pela via da Igreja e a chance de trabalhar e talvez ter a alforria - muitos apelaram para participar das guerras (um beco sem saída - porque nem sempre os governos não cumpriam o que prometiam aos negros e seus descendentes como a Guerra vergonhosa do Paraguai - motivo de rixa inda hoje entre esta nação e o Brasil.).

Daí se dizer rosário dos negros, festa dos negros, irmandade de negros, cemitério de negros, opa de negros, santos negros.
O caso típico de Nhá Chica - Francisca de Paula de Jesus - negra analfabeta - aceita pela devoção popular desde a colonização
(nascida em São João del-Rei e morreu em Baependi, MG -
em odor ou fama de santidade... porque aconselhava os ricos fazendeiros a libertar os negros com as suas orações e conselhos...
fazia milagres... abriu mão da herança para o irmão e foi morar
em uma igrejinha e casinha ao lado. Hoje é Beata da Igreja católica
com direito à imagem no altar.
Mais um milagre reconhecido pela Igreja será canonizada.).

______________

NHÁ CHICA, de J B PEREIRA

J B PEREIRA

A analfabeta beata, no Rio das Mortes, nasceu.
Ao rezar o terço, seu ofício sagrado, junta o ouro,
Alforriava negros sofridos, sangrados pelo couro.
Após isso, vai-se para Baependi, onde faleceu.

O povo tinha por ela admiração e alto conceito!
Fez a fraterna opção pelos pobres e marginalizados,
Viajava horas a fio, entre vilas, fazendas e roçados.
Peregrina, amada, apostou na vida sem preconceito.

Amou como Jesus e sabia que, diante de Deus,
Não há escravos, apenas filhos queridos e livres.
Invocava os santos pedindo preces nas crises.
Amando Maria e a todos como filhos seus.

J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 29/04/2012
Código do texto: T3640350
Classificação de conteúdo: seguro

____

https://www.recantodasletras.com.br/homenagens/3640350
Gratidão e História do negro latino-americano. em:

HOMENAGEM À TRADIÇÃO DOS TROPEIROS EM MINAS E NA AMÉRICA LATINA. 2018 -

TROPEIROS E ARRIEROS DA AMÉRICA LATINA: CONVERGÊNCIAS INTERCULTURAIS ENTRE MINAS GERAIS E A COLÔMBIA

"TROPEIROS" AND "ARRIEROS" IN LATIN AMERICA: INTERCULTURAL CONVERGENCES BETWEEN MINAS GERAIS AND COLOMBIA

Jose J. B. Pereira.
Mestre em Teoria Literária e Crítica da Cultura
Universidade Federal de São João Del-Rey
(jbosconato@hotmail.com)

Daniel A.L
Universidade da Colômbia
(danielchucuri@hotmail.com)


RESUMO: O presente artigo articula os vários aspectos das culturas - brasileira e colombiana - quanto à história e ao valor do tropeirismo e dos arrieros, todos vinculados à presença das mulas na história latino-americana. Recorrente é o tema na literatura e na economia, no folclore e na vida cultural dos nossos povos. Desde o século XVI, melhor no século XIX, as mulas têm sido utilizadas nos ciclos da vida econômica nas Américas. Hoje ainda fazem parte da vida rural e urbana, participando de festividades, cavalhadas ou cavalgadas famosas.
Cabem não só aos museus reavivar a presença dos tropeiros e suas mulas e burros ou os jegues nordestinos, também nós devemos nos orgulhar de uma história e memória coletivas que engendraram a vida de povoados e cidades.

Palavras-chave: Tropeiro; arrieros; mulas; museu; festividades ---em: ___

https://www.recantodasletras.com.br/homenagens/6349256
11/07/2018 23:57 - jose joão bosco pereira [não autenticado]

São Pedro: das trilhas dos tropeiros à estância turística_

14/07/2012.Painel de Antônia Aparecida Pallú, de 1981.__

À criança, desta terra, Minha Terra.

__ De muito, o rigor da paisagem encanta/ a pupila inquieta dos que visitam a serra;/ São momentos de vital alegria,/ Porque sua memória ainda cintila/ nestes ares estacionais e acalenta/ um amor nativo de quem aqui vive,/ aqui nasceu, cresceu, criou família./ Acolhe, com respeito e amor, os forasteiros/ de outras invernadas que vêm tentar/ novas empreitadas; construir e editar suas vidas.// Na viagem do túnel do tempo,/ percorramos as páginas da História de São Pedro/

Em 1725, ninguém imaginava que das trilhas/ dos tropeiros o antigo povoado/ surgiria entre passagens, dentre elas,/ a do Picadão, uma pousada dos tempos/ de Pedroso de Barros, que perfazia/ o duplo sentido das minas de Cuiabá a São Paulo.//

O provável povoamento dista de 1841,/ a primeira capela evoca o ano de 1842,/ com os esforços de Joaquim Teixeira de Barros, que fundou a vila com seus dois irmãos,/ José e Luís Teixeira de Barros,/ vindos dos lados de Itu, interior paulista.// Eles chegaram à Vila Nova da Constituição,/ hoje Piracicaba; adquiriram as Sesmaria/ do Pinheiro; organizaram o primevo povoado;/ além de índio, ouro, gado, enraizaram colonos/ em fazendas de cana-de-açúcar e café.//

Esses são os símbolos do brasão/ que tremulam hoje nas vivas cores/ da Bandeira Municipal da nossa cidade.// Entre 1890-1995, a imigração italiana veio fortalecer a economia e as quermesses; (...)

____

VEJA O RESTANTE DO POEMA EM:

https://www.recantodasletras.com.br/poesias/4120494 _ FONTE: O Painel de Antônia Aparecida Pallú, de 1981, com a inscrição poética:
À criança, desta terra, Minha Terra.?, com que começo esse poema. O painel está no Terminal Rodoviário de São Pedro; alguns dados foram coletados pelo autor em 01/07/2012, às 7:10.__ Enviado por J B Pereira em 03/02/2013

Convido-o a ler com paciência os artigos meus: do modo e quando quiser...

Leia, por gentileza. Obrigado.

29/05/2018 20:21 - J B Pereira FELICIDADE___

PALAVRA ESTRANHA E TÃO ÍNTIMA E PERIGOSA...

O que nos torna auto-realizáveis? Qual o sentido da vida?
É possível viver com alegria e dar sentido quanto tudo o mais parece sem sentido ao nosso derredor?O que nos faz úteis, saudáveis e felizes?___

Felicidade é um termo simples e genérico, porém sua interpretação é polêmica e complexa. Porque vai depender de vários contextos e condições em que se vive o ser humano.___

Em latim: laeticia: personificação de alegria humanizadora ou sensibilidade incrivel que sentimos por um bem, alimento, amizade, prazer; "exultat" oiu magnificat: cântico de louvar e glorificar um ser sobrenatural pelo bem e graças ou o reconhecimento do divino contida no "Gaudium"= divinização da alegria pura por sua natureza sináptica e novidade de transcententalizadora - que envolve a alma e o corpo como libertação e êxtase religioso.___

As culturas e etnias tem um leque de conceitos e contextos para nos posicionar na vontade de viver e morrer, ser contente e aceitar ou não as condições a que a globalização e a tradição nos imprimem quando vivemos. Às vezes, depende da idade, maturidade antes de tudo, da condição harmonal, da educação e culturização, da visualização de perspectiva no Projeto Pessoal de vida e os dilemáticos paradoxos da existências em seus matizes sazonais, epocais, de cronologia e fases de vivências de perdas, conquistas, lutos e adentramento na busca da felicidade (diferente da quantidade de prazer e de sexo... a mídia nos engana ideologicamente por ter e ter dinheiro, beleza, riqueza, poder, terras, gado, terras, mulheres, fama, casa bonita, conta bancária, padrão de vida.)

_________


Meus artigos são como cavernas interiores que venho pedindo ao especiólogo da minha alma o Espírito Santo correr os rios subterrâneos da eternidade, descobrir os tesouros do amor e da fé em nome de Jesus. Aliás, onde estiver teu tesouro (=nessas rochas de texto), aí estará seu bom coração que curte montanhas e cavernas... que acredita em Deus. Tenho dito, com fé e coragem... Vai e anuncia o Reino que habita o coração do homem e o arremessa à vida plenamente eterna... feliz... Se aqui já é bom, imagine - feche os olhos - como será maravilhosamente auto-realizador a eternidade com Deus...

_____________
J B Pereira e https://www.letras.mus.br/catullo-da-paixao-cearense/687416/
Enviado por J B Pereira em 12/07/2018
Reeditado em 12/07/2018
Código do texto: T6388469
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2025 textos (951983 leituras)
1 e-livros (5 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/18 16:17)