Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A girl lost-Confissões de uma garota completamente em apuros CONT. CAP. 2

-Essa era minha brincadeira.-argumentou sorrindo, e aí meu coração deu uns breves disparos sem motivo.-o que faz aqui?
- Eu estudo aqui..Mais e vc?o que faz aqui?
-vim com uns amigos que estudam aqui;ainda não entendo o que tem de errado com a galera lá da festa e sua música lenta?
-nada, nada mesmo.Só não gosto de segurar vela.
   Mais uma vez o silêncio se instalou, mas dessa vez fui eu quem o quebrei.
-bora, diz alguma coisa, Eu detesto o silêncio!
- tá bom, sabia que no cèu existem mais de 20 trilhões de estrelas, mas somente 20% pode ser vsto a olho nu, as estrelas também mudam de lugar de maneira significativa, a posição delas, porém, muda em milhares e até milhões de anos, as estrelas são formadas por compostos orgânicos e...
-E sabia que esse papo de estrelas, é uma furada pra conquistar garotas ingênuas e românticas?
-é tem razão.Mais eu tava falando a verdade Susan.
-tudo bem, você venceu! disse a verdade.
   O cèu estava negro, pude perceber que uma chuva viria.
- Acho que vai chover, não é melhor a gente voltar pra festa?
-Não.Eu curto a chuva, e essa festa não tá com nada mesmo, é mellhor eu ir.
   Mas foi aí que o Chris, disse uma coisa que realmente me surprendeu:"tudo bem, adoro chuva!"."Esse garoto é muito grude", foi a primeira coisa que pensei, será que não dava pra ele entender que eu não queria nada com ele, ele se acha demais(ñ gosto de garotos assim!!!);mas ao mesmo tempo que queria me livrar dele, parte de mim achava que ele era um cara legal, e que seríamos bons amigos.
-bora?
-vamos.
   Fomos caminhando até em casa, não era muito tarde, e ele não era nenhum psicopata, íamos andando devagar, falando um bando de coisas...
-Tá, deixa eu ver, você curte tomar banho de chuva, não gosta de musica lenta, gosta de dar uma de esperta, não acredita em qualquer coisa, e tropeça em pedras, têm alguma coisa que eu esqueci?
- têm, a parte que dizia que odeio ser definida...-revelei sorrindo de leve.-tá bem,você, Chris...é...eu não sei o que dizer.
- pode deixar que eu me defino...eu sou um cara legal, curto música, compor, ah tá:Adoro ajudar garotas distraídas a se levantarem de tombos...acho que é só.
- Se acha muito por isso, né?
- Eu só sou um cavalheiro, Sue
- e modesto também.
   Algum tempo depois, estávamos bem próximos de casa, a chuva tava bem mais forte e o frio congelante, não dava mais pra ficar andando, por isso sugeri que corresemos, e comeceia correr que nem uma louca, até que(pra variar!)tropecei e cai no chão, nós ficamos rindo da cena por um bom tempo, ele foi me ajudar a levantar quando sem querer também escorregou, ficando do meu lado; dessa vez fui quem riu dele, estávamos lado a lado, sentados, molhados e rindo sem parar.E aí, as coisas foram perdendo a graça porquê nos olhávamos fixo, um beijo parecia inevitável, meu coração estava acelerado, íamos aproximando nossos rostos devagar, mas na hora chave me veio o momento de lucidez e parei no meio do caminho. Ele pecebeu o que havia acontecido e tentou quebrar o gelo:
- não sei se deu pra perceber, a chuva tá muito forte...
- É, tem razão, a minha casa é aquela ali
   Nessa mesma hora a chuva diminuiu,em pouco tempo as estrelas já estavam de volta ao lugar.
- Já tá bem tarde, eu tenho que voltar pra festa,pode ser que meu amigo já esteja me procurando, ou dando em cima da décima garota.-Sorri de leve, nossos olhares tentavam dizer qu não haviam ressentimentos.-Já tá entregue, EU DISSE QUE ERA UM CAVALHEIRO.
-tudo bem!a gente se fala na próxima coincidência, combinado?
-combinado.
   Fiquei parada olhando ele voltando pra festa, amanhã seria outro dia.

-------------------------------------------------------------------
NOTAS DA AUTORA= Desculpe a demora pelo post...e pra ñ perder o costume CONTINUA*****
brenda
Enviado por brenda em 07/09/2007
Código do texto: T642921

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
brenda
Belém - Pará - Brasil, 24 anos
233 textos (52700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 12:56)
brenda