LÁGRIMAS DE CRISTAL

Maria de Fatima Delfina de Moraes


     Marina tem dezesseis anos.

     Um dia saindo para dar uma caminhada, encontro Marina sentada no portão, em lágrimas.

     Pedi licença e indaguei:

- Porque chora uma morena tão linda? A Rainha do Baile funk!

     E ela me diz, em lágrimas:

- Ah, tia, meu pai disse que vai me expulsar de casa. Estou grávida de tres meses e o namorado não tem como assumir a criança.

     Ainda um pouco cerimoniosa, indaguei:

- E quantos anos tem o pai? 

Ela me diz:

- Tem vinte e tres anos, mas os pais dele vieram aqui dizer aos meus que ele tem projetos de estudar e se formar e que filho não está incluído. E ainda sugeriram que eu tirasse a criança.

- Revoltada com a história orientei a ela, que pensasse em um parente que pudesse ajudá-la e que havia uma Fundação que também poderia auxiliá-la, e que por favor, se ela também não quisesse ter a criança, que permitisse a nascer e fizesse um processo para que seja adotada legalmente por uma família.

E que inclusive, no Conselho Tutelar poderia buscar ajuda, porque um pai não pode simplesmente abandonar uma menor à própria sorte, só por estar grávida.

Aquelas lágrimas cristalinas e luminosas, pelo sol que batia em seu rosto, foram cessando aos poucos.

E prometi a ela, que não está sozinha no mundo.

Poderá contar comigo para orientá-la e que a primeira providência era procurar uma Clínica da Família para começar os cuidados pré-natais, que ela sequer sabia direito o que seria.

Ela ficou muito agradecida e disse:

Foi Deus quem trouxe a senhora. Eu estava pensando em acabar com tudo de uma vez.

Disse-lhe:

 - Isso jamais, pois se Deus permitiu isso, é porque ele tem um propósito para sua vida. 

- Ore, peça orientação ao Altíssimo, e não se desespere.

Dei-lhe um beijo na testa, e retomei meu caminho.

O bebê de Marina nascerá em setembro. Ela já o ama, mais que a si mesma.

E hoje mora com sua madrinha que a apoiou integralmente.

(*) Qualquer semelhança com histórias afins, declaro que o nome aqui é fictício.

 

 

 
Maria de Fatima Delfina de Moraes
Enviado por Maria de Fatima Delfina de Moraes em 10/07/2021
Código do texto: T7296848
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.