Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dia Triste!

Feriram Jesus! Prenderam Jesus!
Mataram Jesus e o céu se entristeceu!

Dia triste! Ele estava lá!
Rude cruz! morte cruel, inocente réu!
Dia triste! Palco do horror!
Espetáculo da dor! Caos total do amor!
Cena triste de se ver!
Alguém dar-se até morrer!
Nada havia que se podia fazer!
Nem o Pai, pois as Mãos,
As tinha atadas pelo Amor
Por mim, que sou tão pecador!
Não sei como um tão grande
Amor assim me alcançou!
E, eu nem sou merecedor!
De Rico, Pobre se tornou!
De Especial, tão Comum!
Foi Servo e era Senhor!
Sabia o que era dor!
Aflito e Ferido de Deus!
E Dele não fizemos caso algum!

Sendo em forma de Deus,
Não quis Ser como Deus!
Se aniquilou e como homem se Fez!
Se humilhou e até à morte, obedeceu!
Sobre si levou as nossas dores!
Sobre Si tomou o nosso mal!
Como ovelha muda, não abriu a Boca!
Nunca vi maior humilhação
Pra quem não mereceu!

Teve sede o Filho de Deus,
Mas Lhe deram pra beber só vinagre e fel!
Grata agonia! Quanta ironia!
Sendo A fonte de Águas vivas,
Água não pode beber!

E foi assim, nada mais restou!
Tão Só ficou O meu Senhor!
E foi assim, como pássaro ferido, agonizou
E entre Sangue e espinho, Expirou!
A tristeza, enaltecida,
Expulsou a alegria que chorou!
A noite invadiu o dia e o escureceu
Profanando até o azul do céu!

Prova maior de amor, não vi!
Não vi Amor tão grande assim!
Alguém que eu nem conhecia, me substituir!
Não, não, não vi Amor assim!

Ele Sangrava angústia e dor
Só pra nos dar o Seu Favor!
Pois, do Seu Corpo saiam Gotas de Cura!
Dos Seus Olhos, Gotas de Luz!
Do Seu Coração, Gotas de A mor!

E dessa maneira, entre prego e madeira,
Quis por mim sofrer e quis por mim morrer!
Ah! Que dia triste!

(segunda parte)

E a festa no inferno começou
E o diabo pensou que tudo acabou,
Que a Luz derrotou, que era vencedor
E que de nós era senhor e, se empolgou.
A orquestra começou a tocar,
Toca daqui, toca dali, toca de lá
O rei das trevas não parava de dançar.
“Alegria” assim, nunca se viu por lá.

Mas, de repente, a orquestra parou,
O silêncio gritou. A euforia cessou
E a festa acabou!

É que Morto, não ficou! Jesus Ressuscitou!
Por nós triunfou! A Vitória conquistou
E filho nos tornou!
A tristeza parou de sorrir!
A alegria parou de chorar!

                     



Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está, ó morte, a sua vitória?

Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está ó morte a sua vitória?

Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Jesus Ressuscitou!

O aguilhão da morte é o pecado
E a força do pecado é a lei,
Mas, o fim da lei é Cristo,
Pra justiça de todo o que crê!
Semeados fomos na corrupção,
Mas, ressuscitaremos com ele em Glória!
Tragada foi a morte na Vitória!

Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está ó morte a sua vitória?

Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está ó morte a sua vitória?

Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Jesus Ressuscitou!
Agora Reina Jesus! O Vitorioso da cruz!
Agora Reina Jesus! Cristo, Rei da luz!

Lançando as trevas para trás,
Em seu próprio domínio destronou satanás!
Agora quando ele atacar, com autoridade,
Eu vou declarar:
Agora que destronado está, do que vai me acusar?
Já não há condenação para quem em Cristo está!

Destronado está! Não vai mais reinar!
Destronado está! Debaixo dos meus pés está!

Tomou as chaves do inferno,
Em seu próprio domínio destronou satanás!
Agora, quando ele atacar,
Em nome de Jesus eu digo: pode parar.
Agora sai. Sai. Sai.
Em nome de Jesus eu digo: Sai.
Agora sai. Sai. Sai.
Em nome de Jesus, em nome de Jesus,
Em nome de Jesus eu digo: Sai.

Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está, ó morte, a sua vitória?

Aleluia! O Cordeiro Vivo Está!
Aleluia! Pra sempre reinará!
Aleluia! A Ele toda a Glória!
Onde está ó morte a sua vitória?

Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Ressuscitou! Ressuscitou!
Jesus Ressuscitou!

Agora Reina! Jesus! O Vitorioso da cruz!
Agora Reina! Jesus! Cristo, Rei da luz!

Soltaram Jesus! Exaltaram Jesus!
Coroaram Jesus e o céu se alegrou!
E dessa maneira, entre Glória e Riqueza,
Foi para o céu, mas, voltará pra me levar!
Que dia alegre!
                    Müller
Maria Müller Macedo
Enviado por Maria Müller Macedo em 21/10/2008
Código do texto: T1240149

Comentários

Sobre a autora
Maria Müller Macedo
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
15 textos (649 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/21 01:03)
Maria Müller Macedo