Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores, de Geraldo Vandré, EM http://pt.wikipedia.org/wiki/Pra_n%C3%A3o_Dizer_que_n%C3%A3o_Falei_das_Flores,http://letras.mus.br/geraldo-vandre/46168/

Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Caminhando e cantando
E seguindo a canção

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer

Pelos campos há fome
Em grandes plantações
Pelas ruas marchando
Indecisos cordões
Ainda fazem da flor
Seu mais forte refrão
E acreditam nas flores
Vencendo o canhão

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer

Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição:
De morrer pela pátria
E viver sem razão

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer

Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Somos todos soldados
Armados ou não
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não

Os amores na mente
As flores no chão
A certeza na frente
A história na mão
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Aprendendo e ensinando
Uma nova lição

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer.
http://letras.mus.br/geraldo-vandre/46168/

http://globotv.globo.com/rede-globo/som-brasil/v/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-flores-emicida/2116899/

_______________________________

A palavra revolução se aplicou, primeiro, às inovações da tipografia de Gutemberg, depois se aplicou às revoluções burguesas como mudanças radicais e de efeito mundial ou local.
Na América Latina, representaram um jogo de poder terrível com excessos de violência de ambos os lados: os militares e os revolucionários de extrema esquerda. Ambos perderam pessoas. Isso significou mentes e vidas.
Ficamos longe do comunismo e dos excessos das mazelas do poder à luz dos paradoxos de sistemas imperfeitos do socialismo.
Ficamos mergulhados nas contradições do capitalismo norte-americano, porque este bancou a contra-revolução, a bitolação ao mercado como idolatria pós-moderna e global. O deus mamon está idolatrado no capital com a derrocada do sentido do trabalho. Os burgueses e operários dominam o m undo de modo desigual. A economia política continua instável. As notícias e noticiários centralizam preocupações com as dotações do dólar.
O mundo nunca seria o mesmo depois das duas grandes guerras, a queda do muro de Berlim, a guerra-fria, a corrida espacial, a crise da bolsa de NY, o atentado de 21 de set. de 2001...
Buscamos uma sociedade melhor, desigual, fraterna - essa é a utopia e a democracia não é perfeita. Longe a tirania!
É proibido pensar nos sistemas políticos. Eles olham apenas pra seu próprio umbigo classista. Enquanto milhares morem de fome e vitimas das guerras...
Será que  quando aprenderemos a vencer... nossos defeitos históricos e regimes injustos...
Muitos militares e os decepcionados com os erros da sociedade atual, apelam pra a volta dos militares ao poder e governabilidade.
A liberdade de grupos nos arrastam a crises e medos... muitos são ignorados e os lideres são aprisionados... Não sabemos o caminho certo. Sabemos que existem ética e votamos por políticos e não tivemos solução para os momentos de sofrimentos em massa. Os políticos continuam acumalando riquezas e todos os anos aumentam a remuneração deles. E o povo continua aceitando e votando neles.
 

   
ANÁLISE

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

"Pra não dizer que não falei das flores" (também conhecida como "Caminhando") é uma canção escrita e interpretada por Geraldo Vandré. Ficou em segundo lugar no Festival Internacional da Canção de 1968 e, depois disso, teve sua execução proibida durante anos, pela ditadura militar brasileira.

Índice
 
1 Informação
2 Referências
3 Ver também
4 Ligações externas
informação

A melodia da canção tem o ritmo de um hino, e sua letra possui versos de rima fácil (quase todos em não), que facilitam memorizá-la, logo era cantada nas ruas. O sucesso de uma canção que incitava o povo à resistência levou os militares a proibi-la, usando como pretexto a "ofensa" à instituição contida nos versos "Há soldados armados, amados ou não / Quase todos perdidos de armas na mão / Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição / de morrer pela pátria e viver sem razão".
A primeira cantora a interpretar "Caminhando" após o período em que a canção esteve censurada foi Simone, em 1979,[1] conquistando enorme sucesso de crítica e público. A canção também foi regravada por Ana Belén, Zé Ramalho e Charlie Brown Jr.
Referências

↑ Simone. Clique music. Cliquemusic.uol.com.br.

Canta Brasil

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pra_n%C3%A3o_Dizer_que_n%C3%A3o_Falei_das_Flores
____________________

"Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores" no All Music Guide

O ano de 1968 ficou marcado por muitos confrontos de opiniões, sendo a de maior destaque a decretação do chamado AI-5 – Ato Institucional número 5 -por parte do, ainda chamado, Regime Militar Provisório que nos governava, ou melhor, tentava fazê-lo, posto que havia, por outro lado, uma Indústria do Desgoverno fundamentada num pensamento já citado em postagens anteriores: “Os Estados modernos possuem uma grande força criadora: a imprensa. O papel da imprensa consiste em indicar as reclamações que se dizem indispensáveis, dando a conhecer as reclamações do povo, criando descontentes e sendo seu órgão. A imprensa encarna a liberdade da palavra.
Mas os Estados não souberam utilizar essa força e ela caiu em nossas mãos. Por ela, obtivemos influência, ficando ocultos; graças a ela, ajuntamos o ouro em nossas mãos…”

http://mpbsapiens.com/caminhando-analise-de-texto/

__________________



J B Pereira, Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores, de Geraldo Vandré, EM http://pt.wikipedia.org/wiki/Pra_n%C3%A3o_Dizer_que_n%C3%A3o_Falei_das_Flores e http://letras.mus.br/geraldo-vandre/46168/
Enviado por J B Pereira em 27/01/2013
Código do texto: T4108180
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://letras.mus.br/geraldo-vandre/46168/ http://globotv.globo.com/rede-globo/som-brasil/v/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-flores-emicida/2116899/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2278 textos (1268068 leituras)
14 e-livros (88 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 02:55)
J B Pereira