Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

''AMIGA TERRA, TERRA AMIGA''

AMIGA TERRA
TERRA AMIGA
TERRA QUE EU VIM
TERRA QUE EU HEI, DE VIRAR PÓ.
TERRA QUE EU PISO
TERRA QUE EU NÃO TENHO
OH! MEU PAI, DEUS AMIGO.
SEI QUE VÓS SÓIS BONDOSO COMIGO
FEZ UM MUNDÃO DE TERRA
TERRA POR TODOS OS LADOS
E MUITA GENTE,PAI.
NÃO TEM TERRA PRA MORAR
E NEM TÃO POUCO
TERRA PRA PLANTAR
APESAR DE TRABALHAR NA TERRA
TIRAR DELA O SUSTENTO DA VIDA
TERRA PAI
TERRA PRA MORAR
TERRA PRA PLANTAR
TERRA PAI
PRA NÓS VERMOS
AS NOSSAS CRIANÇAS CORRENDO FELIZES
BRINCANDO ALEGREMENTE
NA TUA TERRA, PAI.
TERRA QUE VÓS CONTRUIU
PARA TODOS, OS TEUS FILHOS.
PAI DESTE AGORA LHE AGRADEÇEMOS:
OBRIGADO MEU 'PAI'
PELO MEU PEDAÇO DE TERRA
TERRA PRA MORAR NA CIDADE
TERRA PRA PLANTAR NO CAMPO

FALANDO:
PAI NÃO TER ONDE MORAR
É TIRAR DA BOCA
PRA PAGAR UM ALUGUEL
SEM SENTIDO, SÓ COM O DIREITO DE PAGAR.
PURA E SIMPLESMENTE DE PAGAR
E O HOMEM DO CAMPO, SÓ DE TRABALHAR.
PURA E SIMPLESMENTE DE TRABALHAR
COM ALGUÉM QUE NÃO TRABALHA
NESTA TERRA, DIVIDIR O SEU SUOR.
SUOR DO ROSTO
SUOR DA BOCA
SUOR DO CORPO
SUOR DA PRÓPRIA ALMA
SÓ, PORQUE NÃO É DONO.

JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
FEITO NO ANO DE 1983/4.
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 06/07/2007
Código do texto: T554211


Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1923 textos (183325 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/21 19:53)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA