Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS VOZES E O SILÊNCIO

Na hora da verdade
O covarde faz o que sabe fazer
Faz do justo , o culpado
Da vida um teatro
Ninguém é o que aparenta ser

Porém sutilmente
A luz clareia a visão
A fé remove os montes
Traduz o fato e a fonte
Não nos prendem de novo na escuridão

Na hora do Juízo
Aos carentes de espírito vendem a salvação
Pregam outra vez o Cristo
Com zelo recitam a lei do castigo
Rasgam com arrogância lei do perdão

Fica o dito pelo não dito
Ninguém se arrisca a perder
A pose ou o paraíso
Coduzem as ovelhas ao abate
Para os lobos vorazes proteger

Você que trancou a porta
Semeou espinhos no Reino de Deus
Nao sou Santo nem Fariseu
Vou orar: quando chegar a hora
Tenha misericórdia de alguém como eu..

01/2016.











Franciane Cruz
Enviado por Franciane Cruz em 21/05/2016
Reeditado em 30/04/2017
Código do texto: T5642681
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Franciane Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 39 anos
43 textos (2542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 21:07)