Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEDO DO ESCURO - CAP I

MEDO DA ESCURIDÃO

16/05/2002- ELIAS JOÃO ELIAS DIB




EU TINHA MEDO DO ESCURO
EU TINHA MEDO DE TUDO
EU TINHA MEDO DO NADA.

QUANDO CHEGAVA A NOITE ENGOLINDO O DIA
EU NÃO SABIA O QUE IRIA FAZER
ME ESCONDIA DO ESCURO
PARA ELE NÃO ME ACHAR

TINHA HORROR AO ESCURO
POIS NÃO SABIA O QUE HAVIA LÁ

ÀS VEZES PASSAVA BOM TEMPO DA NOITE ACORDADO
DE OLHOS ARREGALADOS  VOLTADOS PARA O TELHADO
E PELA FRESTA PODIA SE VER A LUZ
A LUZ DA NOITE.

MAS, MESMO ASSIM, SENTIA MUITO MEDO
E NÃO SABIA O QUE FAZER
FICAVA NO ALTO DO FOGÃO DE LENHA
ME AQUECIA CONTRA O FRIO DA NOITE
E ME PROTEGIA DO ESCURO.

SE ALGUÉM ME PEDIA PARA IR LÁ FORA
ISTO NÃO ERA LEGAL
TINHA MUITO MEDO DO ESCURO
E ME SENTIA MUITO MAL

FICAVA REZANDO PARA QUE A NOITE ACABASSE
E VIESSE A LUZ DO SOL
O ALÍVIO ERA IMEDIATO
QUÃO   É GRANDE  A NOITE
QUÃO  É GRANDE O SOL.
eliasjoao
Enviado por eliasjoao em 18/09/2007
Reeditado em 04/03/2010
Código do texto: T657604
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
eliasjoao
Palmas - Tocantins - Brasil
557 textos (45900 leituras)
5 e-livros (185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 02:13)
eliasjoao