Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

SOLIDÃO
Elias João Elias Dib - 03-12-2001



ANTES ANDAVA SÓ,
ACOMPANHADO DE SUA SOLIDÃO,
ÀS VEZES FALAVA SOZINHO,
MAS NINGUÉM LHE OUVIA.

NAS NOITES DE ANGÚSTIAS,
COSTUMAVA SE OLHAR NO ESPELHO,
A SOLIDÃO ERA TÃO REAL,
QUE SENTIA MEDO DE SUA IMAGEM.

TODAS AS NOITES ESCURAS,
ELE SAIA DE SUA CASA,
OLHAVA PARA TODO LADO,
MAS, NADA VIA.

ESTAVA MUITO ESCURO, MUITO ESCURO;
O TEMPO FOI PASSANDO
E A ESCURIDÃO COMEÇAVA IR EMBORA,
NO HORIZONTE SURGIA O CLARÃO.

ERA O PAI SOL QUE DESPERTAVA DO SEU SONO
O SONO PARA NÓS,
MAS, PARA ELE NÃO EXISTE ESTE DESCANSO,
O SEU BRILHO É ETERNO.

O SEU TRABALHO É CONSTANTE E INCESSANTE,
QUE MARAVILHA É O SEU TRABALHO,
COM ELE TUDO VOLTA Á VIDA,
AS CHUVAS CAEM COM O SEU CALOR

AS MATAS FICAM MAIS VERDES COM AS CHUVAS.
ELAS NOS DÃO AS FLORES E AS FLORES OS SEUS FRUTOS,
OS PASSAROS, OS ANIMAIS E PEIXES,
ALIMENTAM-SE DOS FRUTOS.

O BICHO HOMEM SE ALIMENTA DOS ANIMAIS,
DOS PEIXES E DOS FRUTOS QUE A TERRA DÁ.
O BICHO HOMEM TEM SEU PAR,
MAS, MESMO ASSIM ELE É SOZINHO...

A SOLIDÃO É ALGO INCOMPARÁVEL
ÀS VEZES PARECE SER BOA,
MAS, AS VEZES PARACE RUIM,
NÃO SEI MAIS O QUE É.

NEM QUERO MAIS SABER,
SE BOM OU RUIM,
NÃO QUERO MAIS SABER,
SE BOM OU RUIM.
eliasjoao
Enviado por eliasjoao em 19/09/2007
Código do texto: T659024
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
eliasjoao
Palmas - Tocantins - Brasil
557 textos (45900 leituras)
5 e-livros (185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 09:19)
eliasjoao