Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHA

OLHA


Olha ainda nem bem nasceu o dia

E os teus olhos já me guiam como manhã a clarear

Olha em teus olhos  há tanto futuro

E não há tristeza que perdure  pois o coração não vai deixar

Olha o amor também tem seus desenganos

E as vezes desfaz os planos depois tudo volta ao seu lugar

Olha quando o coração acende a chama

Não há dor que se proclama não há como o peito negar

Olha quando a flecha atravessa o peito

Não há remédio que dê jeito

É só deixar o amor se consumar
Antônio Céllio
Enviado por Antônio Céllio em 19/06/2019
Reeditado em 15/02/2021
Código do texto: T6676794
Classificação de conteúdo: seguro

Áudio

Comentários

Sobre o autor
Antônio Céllio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
40 textos (1173 leituras)
73 áudios (2180 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 19:10)
Antônio Céllio