Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTERRO DO BOI

...
Fomos convidados pruma churrascada
E naquela quebrada mataram dois Bois...
Muito samba, viola caipira
E a Dona Elvira fazendo o arroz
Pinga pura, cerveja no balde
Capu do Grimaldi o que bebe na lata
Também tava nessa brincadeira,
Lá de Artur Nogueira,  o Hora Exata...

Era boi no tacho, no chão ou no bafo...
Não faltou marafo no enterro do boi
Até hoje tem nego lá mastigando, malandro...
Só não comeu quem não foi
Era boi no tacho, no chão ou no bafo...
Não faltou marafo no enterro do boi
Até hoje tem nego lá mastigando, malandro...
Só não comeu quem não foi

Veio só pra fazer mocotó
Lá de Gericinó a vovó e o vovô...
Mas também com tanto pé-de-boi
Dessa vez quem não foi, olha só, vacilou!

Mas quem cuida desse Mocotó
Geralmente é vovó: vô não faz quase nada...
Dizem que ele é assim desde menino
No "desbaratino" e de boca fechada
Vai cuidando da sua vidinha
Só ali na pinguinha e na cerva gelada
Prepara, cantando Saudosa Maloca,
A sua mandioca pra por na rabada
Paulino Neves
Enviado por Paulino Neves em 09/11/2019
Reeditado em 13/11/2019
Código do texto: T6790690
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
ENTERRO DO BOI - Paulino Neves
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulino Neves
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
446 textos (14060 leituras)
87 áudios (5195 audições)
7 e-livros (227 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/11/19 23:55)
Paulino Neves

Site do Escritor